Nos dias atuais, a busca por agilidade e eficiência nos processos produtivos de uma empresa tornou-se fundamental, tendo em vista o aumento da demanda por serviços e produtos no Brasil. A esse respeito, um dos meios que possibilitam otimizar a dinâmica de distribuição de mercadorias é a qualificação de dados de produtos, pois contribui para elevar o rendimento da gestão de cadastros.

Com isso, é possível dinamizar as atividades do negócio, bem como entregar uma melhor experiência de compra ao consumidor final. Todas as informações são geradas por meio de uma equipe especializada, com certificação internacional, que proporciona a consistência e padronização desses dados mediante normas globais, garantindo maior segurança e conformidade entre parceiros comerciais.

Dessa forma, essa qualificação representa grande importância, pois os negócios que trabalham com cadastros inconsistentes e falta de informações prejudicam todas as operações de compra e envio de mercadorias entre indústria, distribuição e varejo. Para você entender mais sobre esse tema e seus benefícios, continue a leitura deste artigo!

O processo de qualificação de dados de produtos

No mercado de vendas, é fundamental estabelecer organização e clareza na divulgação e rotulação de um produto. As características físicas e os aspectos substanciais devem estar detalhados, para que as indústrias e empresas de comércio tenham maior segurança e ciência das mercadorias em circulação em seu empreendimento, bem como para proporcionar uma melhor leitura aos consumidores.

Para que essa organização de conteúdos seja estabelecida com eficiência, há os processos de qualificação de dados de produtos. Neles, por meio de uma amostra de uma determinada mercadoria, são conferidas todas as dimensões e medidas do produto, como largura, comprimento, altura e peso. Recolhem-se, também, atributos como tabela nutricional e informações complementares.

Além disso, há classificações como NCM, CEST, fotos, dados fiscais e laudos do código de barras do produto, além de todas as informações específicas — como diagramas nutricionais, ingredientes e, caso existam, restrições de uso. Todos essas informações são centralizadas, de modo a criar um “gêmeo” digital do produto.

Dessa forma, assim como se consegue verificar todas as transcrições da mercadoria física, em um e-commerce, por exemplo, é possível identificar cada detalhe, pois até mesmo as imagens do produto são registradas sob vários ângulos.

Principais vantagens

Os benefícios da qualificação de dados de produtos se estendem a toda a cadeia produtiva e contribuem para que haja maior desenvolvimento na distribuição de mercadorias e serviços. Veja agora as principais vantagens da temática na indústria, varejo e e-commerce!

Indústria

Nas indústrias, é possível destacar vários pontos positivos proporcionados pela qualificação de dados de produtos. Um deles é a redução de esforços e recursos referentes ao cadastramento de mercadorias, pois todas as informações já são padronizadas por meio de um cadastro unificado para todos os setores.

Ainda, é válido citar o melhoramento da gestão dos produtos. Isso, porque, em processos relacionados a logística e gerenciamento de estoques, caso haja erros e incompatibilidade de dados de produtos, todas as etapas de produção e distribuição acabam sendo comprometidas.

Esses problemas podem ser evitados com a qualificação das informações, além de favorecer o controle e organização de estoques. Além disso, ao atualizar e validar as regras de rotulagem, é possível facilitar os procedimentos referentes a tributação. Todas essas informações são unificadas para toda a cadeia comercial, da indústria ao varejo.

Varejo

As empresas de varejo também conseguem se beneficiar da qualificação de dados, pois melhoram a visibilidade e exposição dos seus produtos. Além disso, fica mais fácil para elas manter um controle de estoque eficiente, devido à qualidade da informação com dados já auditados e completos, garantindo a otimização da gestão de estoque e organização da empresa. 

Vale citar, também, os impactos positivos quanto à logística. Quando, por exemplo, uma empresa precisa realizar o transporte de uma determinada carga, e as medidas da mercadoria que será transportada não apresentam o registro correto de suas dimensões (altura, largura e comprimento), a logística de deslocamento dessa carga pode ser comprometida pela incompatibilidade de informações. Esse contratempo, no entanto, pode ser evitado com a qualificação dos dados.

E-commerce

Para a área de e-commerce, as vantagens são destacadas tanto para a empresa virtual quanto para o consumidor. No caso das lojas virtuais, é possível melhorar a experiência de compra e garantir a exposição correta do produto, por meio da disponibilização de todas as informações referentes à mercadoria, bem como da divulgação de imagens do produto.

Também consegue-se dinamizar a gestão de estoque e facilitar o controle e organização de cada item. Já para os consumidores, a qualidade dos dados garante uma melhor noção do que está sendo comprado via internet. Desse modo, evitam-se frustrações com a compra ou erros na identificação do produto, gerando maior satisfação.

Soluções da GS1 Brasil

A GS1 Brasil (Associação Brasileira de Automação) está há mais de 35 anos no mercado e desempenha um importante papel ao garantir as melhores soluções em qualificação de dados para negócios, tendo como base padrões adotados mundialmente.

O crescimento da demanda por informações de qualidade ocasionada pela evolução dos meios digitais contribuiu para que a GS1 e a APAS (Associação Paulista de Supermercados), por meio da formação de uma nova empresa, se unissem para garantir ao mercado um serviço diferenciado de qualificação de dados de produtos e compartilhamento de informações. A base cadastral é única e centralizada. Assim, consegue-se garantir consistência, organização e confiança a indústria, atacado e varejo.

A GS1 também conta com o Cadastro Nacional de Produtos, que é uma plataforma de dados de mercadoria. Ela se comunica com a Secretaria da Fazenda e, por meio dessa informação que é enviada, a nota fiscal eletrônica é validada. Então, além do serviço de qualificação de dados, quando esse dado é colocado dentro do Cadastro Nacional de Produtos, ele vai para a Secretaria da Fazenda para que ela valide a nota fiscal eletrônica, tornando o serviço completo.

Essas foram as principais informações sobre qualificação de dados de produtos e suas vantagens para toda a cadeia de produção e consumo. É possível perceber a importância dessa gestão de dados para facilitar a dinâmica do mercado e melhorar o controle de registros por meio da unificação das informações.

Gostou do artigo e deseja saber ainda mais sobre a qualificação de dados de produtos? Então, entre em contato conosco e converse com um de nossos consultores!

Banner Tudo que você precisa saber sobre Código de BarrasPowered by Rock Convert