Você sabe o que é indústria 4.0? Também conhecida como a quarta revolução industrial, o termo indústria se refere a todas as inovações tecnológicas desenvolvidas nos últimos anos que têm como objetivo facilitar os processos industriais e gerar mais lucro para as empresas. Ou seja, trata-se de um movimento que teve início na Revolução Industrial e permanece evoluindo até os dias de hoje.

Entende-se que o conceito da indústria 4.0 é conectar máquinas, sistemas e ativos para que o empreendedor possa interligar todos os setores da empresa, com o propósito de controlar diversas atividades de maneira autônoma, a fim de promover mais praticidade e produtividade. Para isso, são utilizadas ferramentas de Big Data, Business Intelligence (BI) e Internet das Coisas (IoT).

Devido a importância desse assunto, preparamos este artigo com as principais informações sobre a indústria 4.0. Acompanhe a leitura para saber mais sobre o assunto!

Quais setores adotaram o modelo da indústria 4.0?

O modelo da indústria 4.0 se expandiu pelas empresas do mundo todo. Aqui no Brasil, o movimento tem evoluído de forma gradativa, pois ainda existe uma certa relutância diante da implementação de novas tecnologias devido a barreiras burocráticas, falta de informação e dificuldade de se adaptar a determinadas mudanças.

Contudo, apesar da relutância de alguns, existem muitos outros que têm percebido a importância da transformação digital e, a partir disso, vem buscando entender quais são seus impactos no desenvolvimento da empresa. Confira, a seguir, alguns exemplos de setores que têm feito uso do modelo da indústria 4.0!

Construção civil

No segmento de construção civil, é bastante comum se deparar com problemas provocados pela baixa de produtividade, falhas administrativas, pouca durabilidade de materiais e desperdícios, pois costumam gerar grandes prejuízos. Por esse motivo, a tecnologia atual foi a solução encontrada para desenvolver novas técnicas construtivas e, sobretudo, investir na automatização empresarial, a fim de evitar, ao máximo, a interferência humana.

Sendo assim, a geolocalização de alta definição, o uso da metodologia BIM e a implementação de novos sistemas de gestão são algumas das soluções que oferecem para o gestor resultados promissores. Além disso, a IoT e o Big Data têm papel fundamental durante a execução das atividades que necessitam ser resolvidas.

Indústria farmacêutica

No mercado farmacêutico, a indústria 4.0 permitiu a possibilidade de automatizar os processos da empresa. Essa vantagem traz como consequência a redução de custos operacionais, assim como dos procedimentos manuais.

Fornecimento de energia

Devido aos inúmeros problemas ambientais, surgiu a necessidade de muitos negócios adotarem uma gestão sustentável. Nesse sentido, são desenvolvidos novas alternativas de fornecimento de energia com foco nos modelos renováveis, pois eles favorecem a redução de custos e contribuem para a preservação do meio ambiente.

Agroindústria

O mercado do agronegócio é um dos maiores do Brasil, e, consequentemente, um dos mais desenvolvidos. Nesse sentido, devido às vantagens, são utilizadas ferramentas de Big Data e IoT, pois contribuem para o aumento da produtividade e favorecem a bioeconomia.

Quais são as vantagens e desvantagens da indústria 4.0?

A indústria 4.0 é um movimento que permanece em constante evolução, por isso, a implementação desse modelo apresenta tanto vantagens quanto desvantagens para as empresas. Veja só as principais!

Segurança de dados

Devido ao enorme volume de dados disponíveis que precisam ser processados e acessados com facilidade. A indústria 4.0 garante maior segurança e proteção para o armazenamento adequado dessas informações por meio do cloud computing.

Redução de custos

Graças à automação, na Indústria 4.0, os processos de produção ganham mais autonomia contribuindo, assim, para a redução de gastos, aumento da produtividade, mais eficiência e minimização de falhas.

Operações em tempo real

Com a implementação da tecnologia IoT e Big Data, são produzidos relatórios de dados que as empresas podem analisar e solucionar em tempo real. Essa vantagem permite que parte dos processos possa ser realizada com mais agilidade, otimizando o tempo e potencializando a produtividade.

Falta de mão de obra especializada

A falta de mão de obra qualificada é uma das desvantagens da indústria 4.0. Isso porque encontrar profissionais que entendem de IoT e Big Data pode ser um grande desafio, pois trata-se de um movimento que ainda está conquistando o seu espaço.

Sendo assim, é ideal que as empresas desenvolvam treinamentos de capacitação específicos, a fim de garantir que os seus colaboradores tenham habilidades necessárias para lidar com as novas tecnologias e a forma de trabalho e, assim, manter a qualidade do serviço.

Ataques virtuais

Apesar da segurança do armazenamento dos dados da empresa, o gestor precisa ter em mente que à medida que mais dispositivos são conectados à internet, aumenta a vulnerabilidade do sistema de proteção. Sendo assim, para contornar essa desvantagem, é ideal fazer uso de protocolos de segurança mais robustos.

Como se preparar para essa mudança?

Para que uma empresa seja considerada 4.0, é preciso se organizar e, sobretudo, desenvolver um bom planejamento, a fim de se preparar para lidar da melhor forma com as mudanças necessárias. Isso porque investir em uma tecnologia de forma isolada não é o bastante — é necessário criar soluções inteligentes e que sejam integradas.

Com o planejamento em mãos, é hora de preparar a sua empresa para lidar com as novas mudanças que devem ser colocadas em prática, como:

  • oferecer capacitação para os colaboradores e contratar profissionais habilitados para a função;

  • promover a mudança na cultura organizacional;

  • colocar a tecnologia em papéis de destaque de forma estratégica;

  • buscar constantemente por inovação;

  • prezar pela transparência e sinceridade, tanto com os colaboradores quanto com os consumidores, sobre as mudanças realizadas e possíveis imprevistos que podem ocorrer.

Com base nessas informações, é possível perceber que a indústria 4.0 tem muito o que contribuir para o desenvolvimento da empresa, independentemente do tamanho ou segmento. Contudo, é muito importante considerar as vantagens e desvantagens, para que seja criado um plano de ação mais eficiente e que favoreça a implementação de serviços como, compras automatizadas na empresa.

Além disso, é preciso ter em mente que, apesar dos desafios existentes na indústria 4.0, trata-se de um movimento que visa proporcionar mais qualidade, otimização de tempo, aumento da produtividade e redução de falhas, e, consequentemente, dos gastos — garantindo, assim, o sucesso do seu negócio.

Gostou do artigo e quer saber mais sobre o assunto? Então, baixe, agora mesmo, o nosso e-book para conhecer o evento Brasil em Código 2019: as melhores conexões geram as melhores inovações.