Que a tecnologia tomou conta do mundo e oferece, nos dias atuais, uma enorme gama de ferramentas para auxiliar o universo corporativo, nós já sabemos.

O que desencadeia uma série de questionamentos é qual ferramenta é de fato a ideal para um determinado negócio e quais são as vantagens competitivas de sua utilização na corrida por um lugar ao sol dentro do segmento escolhido.

Se você exerce um cargo decisivo em sua empresa e precisa de fundamentos para tomar decisões estratégicas e acertadas, não pode perder a leitura deste post e do conteúdo que ele traz para apresentar o business intelligence (BI).

Trata-se de uma das melhores ferramentas já produzidas pela automação, pois permite uma visualização do negócio, com apuração e compilação de dados sobre as tendências de mercado e preferências dos consumidores.

Confira o significado do termo e como o business intelligence poderá ser útil em sua empresa!

O que é business intelligence?

Como anda a performance de vendas da sua empresa e a eficiência das estratégias de marketing? Você consegue parametrizar as ações e percentualizar sua eficácia?

Você até pode responder a essas perguntas se fizer um trabalho paralelo com os departamentos financeiro e de estoque para apurar o volume de vendas de forma quantitativa e qualitativa.

No entanto, não terá em mãos dados suficientes para determinar o grau de satisfação do cliente em relação ao seu produto e ao atendimento da sua empresa. Somente com uma ferramenta direcionada e específica para esse trabalho será possível gerar informações para auxiliar a gestão.

É esse o papel do business intelligence — ou inteligência de negócio — no cenário corporativo. Essa ferramenta transforma dados cada vez mais volumosos, complexos e por vezes desconexos em informações concretas para direcionar um negócio.

Com ele, é possível cruzar os diversos fatores externos e internos e, com isso, entender quais são as expectativas dos consumidores em relação aos produtos que sua empresa oferece e se de fato seu negócio está preparado para enfrentar a competitividade mercadológica.

Como aplicar o business intelligence?

Todo gestor carrega sobre os ombros o peso das decisões que direcionam a empresa em um âmbito geral e conduzem seu posicionamento no mercado. Geralmente, esse profissional se dedica exaustivamente a um trabalho por vezes improdutivo pela falta de dados complementares.

Muitas vezes, falta o sentimento de confiança nas informações produzidas pelos diversos departamentos, que de forma isolada geram dados baseados na movimentação cotidiana, mas que não conversam entre si.

É fundamental que todos os dados e informações sejam centralizados em um só canal de análise e compilação, para apurar o que de fato deve-se levar em consideração como relevante no comportamento do consumidor e suas escolhas.

Com o business intelligence, você terá acesso aos conteúdos produzidos nas redes sociais, onde os consumidores expõem suas impressões, suas experiências e suas expectativas em relação a algo adquirido ou alvo de desejo, produzindo um material rico para sua análise.

Como os relatórios chegarão prontos à sua mesa, será possível otimizar seu trabalho, permitindo que você foque sua atenção em decisões estratégicas para o negócio.

Veja, agora, algumas aplicações positivas do business intelligence.

Aumento da capacidade produtiva

Quando a empresa conhece o produto que tem, sabe o quão importante ele é para o mercado e identifica o nível de aceitação do consumidor, pode se posicionar e estabelecer uma capacidade produtiva digna de enfrentar as competições segmentadas.

O business intelligence fornece automaticamente essas informações privilegiadas, maximizando e potencializando seu negócio.

Todo bom gestor deseja que o negócio prospere e se torne referência de excelência no mercado, ganhando o respeito e a preferência dos consumidores. Ao alcançar esse patamar de relacionamento e confiabilidade, certamente a produtividade e o lucro aumentarão.

Antecipação de demandas do mercado

Com o business intelligence, você terá elementos tangíveis da receptividade do seu produto e embasamento para acreditar na previsão de vendas, caminhando com visão antecipada sobre o faturamento da empresa.

Se você conhecer as necessidades de consumo de seu público-alvo, lançará mão dos melhores mecanismos de conquista e poderá desenvolver campanhas de marketing direcionadas para um campo específico.

Redução de custos e desperdícios

Trabalhar à base de tentativa e erro já não é mais um bom método quando a tecnologia oferece tantas ferramentas eficientes para simular as vendas.

Por que produzir algo que não tem boa aceitação no mercado se a permanência do produto no estoque só gerará desperdício para o negócio?

Com o BI, a empresa e seus gestores podem tomar decisões consistentes a partir dos relatórios — oriundos de profundas análises de um conjunto de dados apurados — e não mais de um modelo sugestionado, reduzindo custos desnecessários e, consequentemente, desperdícios produtivos.

Alocação estratégica de mão de obra

Poder contar com um time cada vez mais especialista é certamente o sonho de qualquer gestor. Acontece que muitas vezes os profissionais estão em posições invertidas e improdutivas.

Quando o business intelligence é acionado, o analista que sofre para construir relatórios — mas que indica boas estratégias comerciais — pode ser identificado como um vendedor em potencial e com grande capacidade de convencimento.

Da mesma forma, um funcionário de vendas insatisfeito e improdutivo poderá ser aproveitado como uma mão de obra burocrática e eficiente. O BI transforma a empresa de forma geral, fazendo com que as competências sejam evidenciadas e deixem à mostra as diversas possibilidades de alocação.

A folha de pagamento é um dos custos mais onerosos de uma empresa. Saiba utilizar melhor a disponibilidade profissional de cada colaborador, formando um grupo coeso e produtivo.

Uma ferramenta de automação como o business intelligence configura um grande aliado para a gestão, por exercer um papel fundamental de centralização das informações depois de filtrados os dados coletados.

Sua função é basicamente aperfeiçoar o trabalho de toda a equipe, promovendo a redução de custos e eliminação de desperdícios, além das previsões de crescimento em todos os aspectos para a empresa.

Não bastasse isso, a satisfação do cliente, após implementação de uma inovação como essa, eleva o conceito de mercado da organização, evidenciando sua excelente visão de negócio — o que torna a empresa próspera e bem-aceita.

Você gostou deste post sobre o business intelligence? Visualizou o quanto essa ferramenta pode ser útil para sua empresa? Então, deixe um comentário e compartilhe conosco a sua opinião e as suas percepções sobre o assunto!