Banner de Exportação para PME'sPowered by Rock Convert

As organizações de destaque no mercado já entenderam a importância de investir em seus profissionais. Entre as ações de maior impacto está a oferta de cursos e treinamentos. Mas, para que a iniciativa gere os resultados esperados, é muito importante saber como implantar a educação corporativa nas empresas da forma correta.

Se você está em busca de aumento na produtividade, melhoria no clima organizacional entre outros benefícios, essa é uma excelente oportunidade. Confira o passo a passo que trouxemos neste artigo e desenvolva um programa eficiente em sua empresa! 

Elabore um planejamento 

O primeiro passo para implantar a educação corporativa na sua empresa é planejar. O planejamento visa compreender melhor o cenário atual bem como as expectativas da organização e dos colaboradores. É muito importante que esse passo seja bem-feito pois ele é a base para todas as demais etapas.

Dois pontos merecem uma atenção especial nesse momento, como você verá a seguir.

Entenda as necessidades dos colaboradores

As pessoas têm demandas diferentes da organização. Contudo, muitas delas se complementam, criando uma relação de parceria mais produtiva. Por isso, antes de desenvolver um programa de educação corporativa, é preciso realizar um levantamento sobre o que os colaboradores estão buscando.

Paralelamente, analise o nível de conhecimento atual dos times, faça uma pesquisa de mercado para saber como outras empresas têm atuado e encontre os pontos que precisam de ações mais urgentes. 

Defina metas

Depois de ter as demandas identificadas, defina metas para o seu atendimento. A começar pelas necessidades do negócio. Se for aumentar os lucros apurados sobre as vendas, especifique de quanto será esse aumento e em quanto tempo ele deve ser atingido. Por exemplo, aumento de 10% nos lucros nos próximos 12 meses. 

Com base nessas metas, ficará mais fácil encontrar os tipos de conteúdos que a sua empresa deve oferecer aos colaboradores. Em nosso exemplo, os lucros podem aumentar com maior eficiência operacional, com redução de custos ou com a qualificação do time de vendas. Diferentes oportunidades de atender ao mesmo objetivo.

Escolha os métodos 

A metodologia de ensino também evoluiu e trouxe facilidades para empresas e profissionais. Na educação corporativa, existem 3 modalidades que podem ser aplicadas: presencial, ensino a distância e semipresencial. Vamos explicar cada uma delas nos próximos tópicos.

Cursos presenciais

Os cursos presenciais são a forma mais tradicional de implantar a educação corporativa nas empresas. Para isso, é preciso garantir a estrutura necessária, com materiais didáticos, carteiras e um espaço apropriado. Nesse formato, é como fornecer salas de aula para os colaboradores. É mais eficaz quando o conteúdo exige aulas práticas.

Ensino a distância

Já no ensino à distância os custos são reduzidos, visto que não é necessário ter várias salas de aulas na empresa. Os cursos e treinamentos são ministrados via internet, podendo ser ao vivo ou gravados. A maior vantagem é que cada colaborador pode aproveitar melhor o seu tempo para se capacitar, podendo assistir às aulas de qualquer lugar com conexão.

Semipresenciais 

Os cursos e treinamentos semipresenciais são modalidades que intercalam as duas formas anteriores. Em geral, parte do conteúdo é disponibilizado em uma plataforma online e alguns encontros são presenciais. Podem ser voltados para aplicações práticas ou para promover a integração entre os participantes. De qualquer forma, é uma vertente muito utilizada hoje em dia.

Crie um cronograma

Um programa de educação corporativa requer um plano de longo prazo. O ideal é que se crie um cronograma anual de cursos. Nele, devem ser expostas todas as previsões de ofertas dos próximos meses para que os colaboradores possam se preparar para participar daqueles que mais os interessam. Ele também ajuda a organizar detalhes como prazos de inscrição, busca por ministrantes e compatibilidade com outras ações da empresa. 

Elabore o conteúdo dos cursos 

Na medida em que a realização dos cursos for se aproximando, é chegado o momento de desenvolver os conteúdos. São dois tipos principais que precisam ser considerados, acompanhe.

Conteúdos principais

Os conteúdos principais são aqueles que definem o curso ou treinamento em questão. Fazem parte desse grupo:

  • apostilas;

  • vídeo-aulas;

  • apresentações para aulas.

Materiais auxiliares

Os materiais auxiliares são todos aqueles que não fazem parte da pauta principal do curso ou treinamento, mas que ajudam a enriquecer o conteúdo ministrado e a ajudar os profissionais na assimilação das informações. Estão entre eles:

  • livros;

  • filmes;

  • artigos;

  • templates.

Realize a gestão do conhecimento 

A gestão do conhecimento é uma preocupação que todas as empresas precisam ter. As pessoas entram e saem do quadro de funcionários, mas o conhecimento precisa permanecer nas organizações. Não é mais admissível que um colaborador com mais de 20 anos de casa seja o único a saber como operar determinada máquina.

O papel da educação corporativa é promover a transmissão desse conhecimento para mais pessoas da equipe. Os gestores precisam ficar atentos a isso e estimular a comunicação aberta. Fazer com que os próprios profissionais ensinem seus pares para que ambos cresçam juntos.

Monitore e analise os resultados

Por fim, depois de implementar um programa de educação corporativa, o trabalho não está finalizado. Na verdade, está apenas começando. O setor de RH precisa acompanhar a evolução dos cursos e treinamentos realizados. Além disso, também é importante avaliar a efetividade dessas ações na rotina dos colaboradores. 

O monitoramento de indicadores de desempenho ajuda a identificar tendências de melhorias e associá-las aos esforços educativos. Ao mesmo tempo, ele fornece subsídios para avaliar quais iniciativas precisam ser ajustadas ou mesmo descontinuadas. Isso ajuda a manter o programa renovado dando espaço para coisas novas.

Depois de ler todo esse passo a passo sobre como implantar a educação corporativa nas empresas, ficou mais fácil enxergá-la como um importante investimento para o futuro dos colaboradores e da organização. Os profissionais ganham em capacitação e o negócio ganha melhores profissionais a seu serviço. Uma relação que só gera bons frutos!

Se você gostou dessas orientações, mas ainda tem dúvidas sobre a necessidade de direcionar esforços das suas equipes para ações como essa, temos um outro artigo que vai ajudar. Veja qual é a importância de investir em educação para impulsionar os negócios.

Banner para o Guia da Negociação: Como fechar mais negócios e otimizar seu resultadoPowered by Rock Convert