Em 2016, o (código de barras) GTIN (sigla para Global Trade Item Number ou Números Globais de Item Comercial, em tradução livre) se tornou obrigatório para empresas que anunciam produtos no mercado global do Google Shopping, a plataforma de anúncios do Google voltada para o varejo.

Isso quer dizer que, para anunciar seus produtos com eficiência, as empresas precisam configurar corretamente o GTIN. Caso contrário, as mercadorias não serão exibidas nos resultados de pesquisa do Google Shopping.

Neste post, vamos esclarecer o que é o GTIN e sua importância no mercado global. Depois, vamos explicar como a tecnologia é aplicada ao Google Shopping. Ficou interessado? Então continue lendo!

Saiba o que é o GTIN

O GTIN é um identificador de itens comerciais desenvolvido e administrado pela GS1 (antiga EAN). Esse código de barras, antes conhecido como código EAN, é atribuído a qualquer produto ou serviço que pode ser precificado, encomendado ou faturado na cadeia de suprimentos.

O código tem a finalidade de recuperar informações pré-configuradas e contempla desde a matéria-prima ao produto final. Ou seja: GTIN é um termo “guarda-chuva” que detalha a família de identificação das estruturas de dados GS1 para artigos comerciais.

O GTIN pode ter 8, 12, 13 ou 14 dígitos. Sua estruturação pode ser feita com qualquer um dos 4 arranjos de numeração, dependendo da sua aplicação. Confira abaixo como cada modelo é codificado:

  • GTIN-8: é codificado no código de barras EAN-8;

  • GTIN-12: utilizado no código de barras UPC-A;

  • GTIN-12: codificado no EAN-13;

  • GTIN-14: codificado no ITF-14.

Depois que um GTIN é configurado para determinado produto, ele não poderá ser alterado ou utilizado em outro item.

Confira a importância do código de barras e do GTIN para o mercado

A utilização do código de barras e do GTIN auxilia na automatização de processos que envolvem mercadorias ou serviços. Isso garante mais segurança na troca e controle de informações, o que reduz a chance de erros, extravios e outros transtornos.

Além disso, com o código de barras também é possível monitorar os recebimentos, fazer um controle de estoque eficiente, conferir notas fiscais e rastrear o que será comercializado. A tecnologia também ajuda a combater fraudes, já que permite conferir a procedência e a qualidade dos produtos comercializados.

Saiba o que é Google Shopping

Conforme explicamos, o Google Shopping é uma plataforma voltada para venda de produtos no varejo. Funciona da seguinte forma: quando um usuário pesquisa por um produto, o Google reconhece o tipo de busca e sugere os resultados do Shopping — que também podem ser acessados na aba “Shopping” na página de resultados.

O usuário pode, então, comparar preços entre as lojas virtuais para o mesmo produto. Ao clicar no anúncio, ele é direcionado diretamente para a página da mercadoria no e-commerce desejado.

O Google Shopping não é um marketplace (a plataforma sequer possui mecanismos de pagamento integradas). É apenas uma ferramenta de anúncios dinâmica, que exibe os produtos ao usuário sem que ele tenha que acessar múltiplos sites ao mesmo tempo.

Entenda a obrigatoriedade do código de barras e do GTIN para o Google Shopping

No dia 15 de setembro de 2015, o uso do código de barras e do GTIN passou a ser obrigatório para produtos anunciados no Google Shopping que correspondiam às Marcas Indicadas — que, até então, totalizavam 50 marcas.

Porém, em 2016, os requisitos foram expandidos e não abrangem somente as 50 marcas, mas todos os produtos com um código de barras e com um GTIN atribuído pelo fabricante. Isso quer dizer que todas as lojas virtuais que comercializam produtos vendidos por outros varejistas devem estar atentos a essa questão e fornecer todas as informações corretas aos anunciantes. Caso contrário, os itens podem ser reprovados e sua exibição impedida no Google Shopping.

Conheça 5 vantagens do GTIN no Google Shopping

O uso do código de barras e do GTIN oferece uma série de benefícios para o fabricante, para a loja virtual e para o usuário. Confira abaixo 5 vantagens do uso da tecnologia no Google Shopping:

  • oferece melhor engajamento com o usuário: quanto maior o volume de informações, maiores são as chances do anúncio veicular para o público certo;

  • aumenta o número de impressões: com os dados devidamente configurados, o número de impressões por anúncio pode aumentar até 40%;

  • aumenta o número de conversões: o uso do código de barras GTIN pode aumentar o número de conversões (ou seja, vendas) em até 20%;

  • a informação pode ser facilmente encontrada: os códigos de barra GTIN podem ser facilmente encontrados nas embalagens dos produtos;

  • uso global: por se tratar de um padrão global, a configuração adequada do código de barras e do GTIN permite que o fabricante engaje com outros vendedores. Isso quer dizer que tanto plataformas de marketplace quanto varejistas poderão vender o produto on-line.

Portanto, o uso do GTIN não apenas melhora a performance dos anúncios, como representa uma grande oportunidade para os fabricantes de produtos, bem como para as lojas virtuais.

Confira a importância do código de barras e do GTIN para o Google Shopping

Existe uma série de motivos pelos quais o Google exige a utilização do código de barras e do GTIN.

Um dos principais motivos pelos quais a prática é recomendada é para tornar as pesquisas mais relevantes e oferecer uma melhor experiência ao usuário. Afinal, quanto maior a precisão de dados enviados, maiores serão as chances do cliente encontrar o produto desejado nas buscas do Google.

Além disso, com os dados fornecidos pelo código de barras, os links patrocinados são melhor otimizados e, portanto, apresentam melhores resultados. A configuração correta dessas informações pode aumentar a taxa de conversão em até 20%.

Por isso, é muito importante que os fabricantes forneçam todas as informações corretas dos seus produtos para que os anúncios de seus parceiros possam veicular corretamente no Google Shopping. Sem o uso do código de barras e do GTIN, as vendas no e-commerce poderão ser seriamente prejudicadas.

Agora que você já sabe sobre o uso do GTIN no Google Shopping, que tal baixar nosso e-book com tudo que você precisa saber sobre código de barras?

Banner Tudo que você precisa saber sobre Código de BarrasPowered by Rock Convert