Saiba o papel do código de barras no processo de entrega do produto

Saiba o papel do código de barras no processo de entrega do produto

Ultimamente, quando se fala em processo de entrega do produto, estamos nos referindo a um leque muito maior de opções do que há 10 anos. Afinal, o mundo mudou, o consumidor mudou e, por isso, todas as etapas de uma venda devem mudar também.

Hoje, é possível vender pela internet, fechar um contrato com grandes varejistas, exportar muito mais facilmente que antes e até montar uma pequena loja que venda os produtos que você mesmo fabrica.

Em qualquer desses processos, o grande diferencial para diminuir o tempo de entrega, simplificar processos e acabar com as dores de cabeça do empreendedor é o código de barras. Por isso, é sobre essa relação entre as barras e as entregas que vamos falar no artigo de hoje. Acompanhe!

O código de barras é a “carteira de identidade” do produto

Coloque-se no lugar dos seus consumidores finais: você não gosta de saber com exatidão a procedência, o processo de fabricação e de transporte dos produtos que consome?

Claro, ninguém avalia tudo que compra dessa forma, mas não seria decepcionante descobrir que um produto do qual tanto gostamos não tem uma “carteira de identidade” confiável, onde todas as informações importantes estejam armazenadas?

O código de barras é o principal identificador de mercadorias no Brasil e no mundo. Hoje, ele apresenta informações sobre a data de validade, o número de série, o número do lote e o preço de qualquer tipo de produto.

Além disso, pesquisas mostram que o consumidor tem muita expectativa com relação ao futuro do código de barras, o que leva a crer que suas funcionalidades devem ser melhoradas nos próximos anos e novas informações sejam incorporadas.

De uma forma ou de outra, as barras são fundamentais para agilizar um processo de entrega, já que elas podem tornar as etapas de logística de um produto muito mais rápidas, baratas e seguras, principalmente nos momentos em que é necessária a identificação por meio de um leitor do tipo scanner.

Mas os benefícios do código de barras para a entrega do produto não param por aí.

Ele facilita o processo de rastreamento e catalogação das mercadorias

Quem fabrica e comercializa um catálogo muito amplo de produtos pode se beneficiar muito de um mecanismo de identificação para organizar a produção e as vendas.

Os códigos de barras variam até mesmo entre produtos de uma mesma categoria, de modo que pacotes de arroz de 1 quilo e de 5 quilos tenham identificadores diferentes, por exemplo. Já imaginou como isso pode facilitar o fluxo do seu estoque?

Além do mais, o processo de rastreamento de produtos só é realmente efetivo para sistemas de distribuição que utilizam as barras em todos os elos da cadeia de distribuição.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estipula prazos bem curtos para o recolhimento de mercadorias com problemas de fabricação.

Produtos do setor de alimentos têm regras ainda mais específicas e rigorosas, já que eles apresentam grande risco para a saúde do consumidor, em caso de erros de produção ou embalagem.

Além disso, o rastreamento faz parte de um planejamento de logística muito mais profissional, que beneficia as pequenas empresas que querem se estabelecer no mercado e fechar contratos com grandes redes varejistas ou de exportação.

Ele é benéfico para a logística de entrega

Ao se fazer presente nos elos da cadeia de fornecimento, o código de barras ajuda na prevenção de crimes e combate a irregularidades.

Desde o momento em que um produto sai da fábrica, passa pelas etapas de transporte, troca de veículo ou transportadora, chega ao ponto de venda e, finalmente, à casa do consumidor, seu percurso é documentado e pode ser recuperado em caso de alguma falha.

Isso é especialmente útil para prevenir e remediar os constantes roubos de carga nas estradas brasileiras e outro mal comum não só por aqui, mas no mundo inteiro: a falsificação.

Se você tiver um rígido controle do percurso dos seus produtos, dificilmente vai ter dúvidas sobre a autenticidade de cada um dos itens que chega aos postos de venda.

Além disso, a falsificação é um mal sistêmico. Pode não parecer, mas ela prejudica até o pequeno fabricante, que não tem seu produto falsificado mas sofre os efeitos indiretos dessa prática: atrasos na entrega causados pelo rigor na fiscalização e impostos cujo recolhimento serve para combater a prática.

Ou seja: o código identificador tem consequências imediatas para a sua produção, mas também afeta o planejamento da sua empresa em médio e longo prazos. Veja como ele muda a sua relação com as redes de varejo e a exportação:

Ele é um requisito para negociar com grandes varejistas e exportar

Todo pequeno fabricante tem um desses objetivos — ou ambos — para o crescimento dos seus negócios.

E sabe qual é a maior preocupação de grandes varejistas e exportadores na hora de decidir qual vai ser o novo produto do seu catálogo de distribuição e vendas? A facilidade logística!

Eles não podem arriscar uma opção por produtos sem um Plano de Recolhimento — uma exigência formal da Anvisa que funciona como uma espécie de plano B para tirar mercadorias defeituosas de circulação — já que eles também se tornam parte da solução do problema, quando isso acontece.

E esse é só um exemplo em território nacional. Agora, imagine o quão mais difícil é esse processo depois que seus produtos já deixaram o país? Se eles não tiverem um código de barras, se tornarão praticamente irrecuperáveis.

Em outras palavras: os seus planos para expandir sua fábrica estão diretamente relacionados à implementação e ao bom uso desse código identificador.

Afinal, eles significam segurança para o consumidor, profissionalismo para os varejistas, tranquilidade para as exportadoras e tudo isso para você. Os benefícios do uso das barras começam imediatamente e duram enquanto sua empresa durar.

Ficou curioso sobre outros assuntos que abordamos neste artigo? Então, que tal dar uma olhada no post Recall: entenda a importância do código de barras para o rastreamento do produto e ver novas formas de agilizar o processo de entrega do produto que você comercializa?

 

Postagens relacionadas
Entenda como usar o código de barras para aumentar a produtividade
Rastreamento de produtos: 5 dicas para venda de medicamentos
Código de barras: conheça sua história de evolução
Entenda para que servem os diferentes tipos de nota fiscal eletrônica
O que é preciso para validar um código de barras?
O que é preciso para validar um código de barras?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web