Design de embalagens: tudo que você precisa saber antes de criar a sua

Uma embalagem bem construída é essencial para o sucesso das empresas neste mercado tão competitivo. Por isso, investir no design de embalagens é uma necessidade que vai tornar mais fácil a tarefa de transportar, expor e vender o seu produto.

Neste post preparamos algumas dicas e sugestões que devem ser levadas em conta no processo. Tudo isso para garantir que você tenha as informações necessárias para produzir as melhores embalagens possíveis para os seus produtos! Vamos conferir?

As principais funções das embalagens 

A embalagem serve para… Embalar! Certo, mas além do óbvio, muitas outras funções são de responsabilidade desse item tão importante. 

Funções primárias

Aqui tratamos do básico, como citamos: serve para conter, proteger e transportar produtos.

Econômicas

É um item que impacta na formação de preço e no custo de produção.

Mercadológicas

A embalagem transmite informações sobre o produto, desperta o interesse do consumidor no ponto de venda e é um suporte para ações promocionais.

Conceituais

Agrega valor ao produto, ajuda a construir sua imagem e a formar conceitos sobre o fabricante.

Sociocultural

Expressa os valores e características regionais da empresa e do público-alvo dos produtos.

Meio ambiente

É um importante componente do lixo urbano e deve ser pensada também sob esse aspecto.

Como podemos ver, são muitos os itens a serem levados em conta na hora de projetar uma embalagem. Um profissional de design qualificado para a criação é capaz de considerar todos esses aspectos.

O que é design de embalagens?

O termo “design” tem sido aplicado em diversas áreas e até perdeu o sentido original em alguma delas. Aqui, trataremos da atividade de projetar objetos, impressos, tecidos, estamparia e rótulos.

Assim, o design de embalagens é uma metodologia que leva em consideração a função do objeto, as características da matéria-prima, a tecnologia disponível na linha de produção e as necessidades do mercado e dos clientes.

Analisar cada uma dessas características e combinar os melhores aspectos para a realidade da sua empresa é o que vai produzir uma embalagem eficiente e atrativa.

Pense nas formas

As primeiras embalagens tinham a função essencialmente de armazenar produtos e suas formas variavam com a característica do conteúdo. Sacas serviam para guardar grãos e farinhas, garrafas e jarros eram usados para bebidas, azeites e outros líquidos.

Hoje, com o desenvolvimento da tecnologia e as infinitas possibilidades de materiais e texturas, pensar o formato da embalagem deve ser muito mais que um aspecto técnico. É possível diferenciar seu produto, agregar valor a ele e atrair clientes investindo no formato das embalagens.

Um exemplo claro são as embalagens de arroz. Tradicionalmente, o produto é embalado em sacos plásticos transparentes, em dois tamanhos e com impressão colorida. Esse é o padrão do mercado. Com a onda da gourmetização e a popularização de outras variedades, foi necessário diferenciar a maneira de armazenar e divulgar. Hoje já é comum encontrar arroz em caixas de papelão, que permitem a impressão em maior qualidade de cor e imagem, são mais atraentes ao consumidor e dão a percepção e um produto mais sofisticado e valioso.

O formato das embalagens é também um forte aliado na construção da identidade da marca. Quem não reconhece de longe a inconfundível garrafa da Coca-cola? É fácil diferenciar na gôndola o que é Nescau e o que é Toddy, certo? Esses são exemplos clássicos de imagens já consolidadas, mas sua empresa pode e deve investir nesse aspecto para criar seu próprio conceito.

Defina a identidade visual do seu produto

Cada um dos itens do seu mix de produtos deve ter um logotipo, uma cartela de cores e alguns elementos visuais específicos. Isso faz com que o consumidor reconheça facilmente a sua marca e associe a embalagem com os outros itens de comunicação da empresa.

Ao trabalhar com uma linha de produto, as embalagens devem ser pensadas em conjunto para formar uma unidade visual. A coerência entre as características de cada peça vai garantir que elas sejam reconhecidas como partes de um todo.

Faça propaganda na embalagem

Crie um slogan ou uma chamada publicitária e insira na embalagem. Isso vai ajudar a divulgar mais as características do seu produto. Só fique atento ao conteúdo dessa mensagem, pois a legislação aplica punições às promessas descabidas ou que induzem ao erro.

É possível também aproveitar o verso da embalagem para promover outros produtos da empresa, divulgar alguma ação e despertar o interesse do consumidor. Outra dica é manter bem visíveis os endereços das redes sociais.

Invista nas embalagens promocionais

Datas comemorativas são ótimas oportunidades de aumentar as vendas. Se seu produto tem rotatividade rápida no mercado, vale a pena investir em embalagens temáticas para Natal, dia das Mães ou dos Namorados, por exemplo.

Outra opção são as embalagens que oferecem quantidades extras de produto. “Compre 3 e pague 2”, “leve 100 ml a mais” ou “ganhe o produto X na compra do produto Y” são algumas possibilidades de atração de clientes. Itens colecionáveis também fazem sucesso: como latas, copos e caixas decoradas, que costumam ir além do armazenamento do produto e continuam sendo usados depois.

Planeje o calendário promocional da sua empresa para verificar quais ações são viáveis e quais datas têm maior impacto e interesse do seu público-alvo.

Tecnologia como aliada da criatividade 

Pesquise as tecnologias disponíveis e fique atento aos lançamentos do setor para conhecer todas as possibilidades de desenvolvimento de embalagens para os seus produtos.

Vale a pena visitar feiras, procurar novos fornecedores e materiais inusitados. As frequentes inovações do mercado são ótimas oportunidades de sair na frente e oferecer aos clientes embalagens mais atrativas e com mais qualidade.

Todas essas dicas só funcionarão de verdade se você conhecer o seu cliente. Fique atento às mudanças e mantenha um canal de comunicação aberto para receber críticas e sugestões. Assim, você poderá monitorar o que está funcionando ou não e ajustar o caminho, caso seja necessário.

Investindo no design de embalagens sua empresa ganha em visibilidade, aumenta as vendas e fideliza clientes. Gostou das dicas que trouxemos? Confira também os 6 erros que sua empresa não pode cometer no desenvolvimento das embalagens!

Postagens relacionadas
Como o uso do código de barras ajuda na emissão de nota fiscal?
Entenda a tecnologia dos leitores de códigos de barras e como ela vem avançando
8 ferramentas de controle de estoque que sua empresa deve usar
Os 7 principais cuidados que você precisa ter na hora de exportar produtos
Drop shipping: o que é e como usar?
Drop shipping: o que é e como usar?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web