Banner de Exportação para PME'sPowered by Rock Convert

Um dos principais erros que um empresário pode cometer é não dar a devida importância à pesquisa de mercado, principalmente quando se trata do ambiente internacional.

Entrar no mercado estrangeiro é um grande desafio, já que é uma viagem ao desconhecido. Quando o empreendedor atua apenas no setor nacional, normalmente ele possui uma ideia de como as coisas funcionam. A partir do momento em que investe em exportação de produtos ou serviços, tudo se torna uma novidade.

Não conhecemos como é o comportamento dos consumidores de outros países, tampouco sabemos como funciona o sistema de atacado, de distribuição, de lojas, entre outras questões que podem gerar uma indesejável dor de cabeça para quem quer exportar.

Pensando nisso, preparamos este post para que você saiba como fazer uma pesquisa de mercado no ambiente internacional. Continue lendo!

Qual a importância da pesquisa de mercado no ambiente internacional?

O cenário globalizado está preenchido com uma concorrência sem limites, e um dos grandes obstáculos dos empreendedores é conquistar novos objetivos. Nesse sentido, a pesquisa de mercado faz a diferença, principalmente no contexto internacional.

Ela viabiliza o conhecimento de todos os aspectos relativos à venda de produtos, clientes, pretensões futuras e questões que envolvem tributação e legislação dos países-alvos.

É possível, por meio da pesquisa, identificar o melhor mercado para você investir e ter conhecimento das principais características do seu público, sendo isso um grande diferencial para tomar a dianteira em relação aos seus concorrentes diretos.

Assim, realizar uma pesquisa de mercado internacional de qualidade é fundamental para alcançar os resultados pretendidos de qualquer empresa.

Como fazer uma pesquisa de mercado coerente com o seu negócio?

Saiba quem é a concorrência

Faça o reconhecimento dos seus potenciais concorrentes no ambiente internacional. Conhecê-los, por pouco que seja, é essencial para avaliar as reais chances do seu empreendimento entrar naquele mercado.

Se os concorrentes forem muitos e estiverem pulverizados, provavelmente você terá facilidade em entrar naquele país. Caso identifique outros brasileiros que trabalham com exportação para o mesmo destino que você almeja, significa que já houve um desbravamento daquele mercado.

Isso quer dizer que o consumidor estrangeiro já incorporou alguns produtos do Brasil, o que pode tornar o que sua empresa oferece competitivo, facilitando as exportações para o ambiente-alvo.

No caso de haver poucos concorrentes, tome cuidado, pois isso pode significar riscos para ingressar naquele país.

Observe o perfil de mercado

É interessante saber a história do país, seu sistema econômico, político e legal antes de querer investir em exportação. O objetivo disso é evitar erros no momento de entrar em contato com algum comprador em potencial.

Essas informações são praticamente obrigatórias para quem pretende iniciar um relacionamento comercial internacional.

O perfil do mercado também deve incluir informações referentes a algum recente problema, como guerras, terrorismo, agitação política, crise econômica, entre outros. Dessa forma, a intenção é analisar se existe determinada área que possa ocasionar dificuldades no futuro próximo, a fim de impossibilitar a concretização de negócios naquele país.

Um dos maiores problemas enfrentados por empresas exportadoras é quando existe instabilidade econômica e política nos mercados para os quais se destinam suas exportações, o que pode acarretar possíveis extravios e devoluções de produtos, suspensão de pagamentos etc.

Analise o comércio exterior do país

Aqui inclui a pauta de exportações e importações do país, particularmente no tocante aos produtos na mesma categoria ou substitutos próximos daquele que se pretende exportar. Essa informação é muito importante para saber se existe potencial mercado para seu produto no mercado-alvo. Também é fundamental para saber quais países exportam para aquele mercado.

É interessante também ter conhecimento sobre quais são os canais de distribuição disponíveis para o produto que você pretende exportar, os tipos que existem, qual a estrutura e, até mesmo, quais os principais importadores, distribuidores, atacadistas e suas informações.

Verifique as barreiras tarifárias e não tarifárias

Barreiras são obstáculos ao livre comércio, que podem tomar a forma de alíquotas impostas às mercadorias que entrarem no país. Outros tipos de limitações também podem surgir, como barreiras sanitárias, especificações, entre outras, que são aplicadas aos produtos a serem exportados.

Essa informação tem grande importância para os empreendedores, pois, assim, eles podem definir se é viável ou não exportar para determinado mercado. Por exemplo, caso as tarifas aplicadas ao produto sejam muito altas, é bem provável que o negócio perderá força competitiva e a viabilidade da exportação ficaria comprometida.

Saiba o perfil dos seus clientes

Inclua dados sobre os possíveis clientes para seus produtos, sejam eles consumidores individuais ou industriais, cobrindo suas características geográficas, demográficas etc. Essas informações são essenciais para que você consiga decidir qual o segmento do mercado almeja atender e tomar decisões quanto à adequação de suas mercadorias e preços às necessidades e expectativas dos clientes.

Nem todos os dados estarão facilmente acessíveis, no entanto, a maior parte deles poderá ser obtida, pelo menos parcialmente, por meio de várias fontes. A internet proporciona isso aos pequenos empresários; eles podem acessar uma grande variedade de dados nas mais diversas fontes em todo o mundo.

Observe as exigências de padronização do mercado

Os padrões internacionais de comércio são muito importantes, visto que garantem a qualidade dos produtos e proporcionam segurança. Além disso, essas exigências facilitam o comércio internacional, contribuindo para a melhoria e o crescimento do seu negócio.

Assim, caso o empreendimento tenha que se adequar à padronização internacional, será necessário otimizar seus processos conforme as exigências. Isso pode, inclusive, proporcionar a redução de custos para o negócio.

Para seguir padrões internacionais, algumas mudanças terão que acontecer, como reformulação de embalagens, dados sobre fabricação, uso de código de barras, fórmulas, entre outras questões que são exigências de vários países.

O mercado atual está bastante competitivo e agilidade nos processos é fundamental para conseguir se destacar no setor de exportações. Então, comece a pensar em usar código de barras, pois ele contribui consideravelmente para a logística, inibe possíveis falsificações e é um meio reconhecido internacionalmente para fazer a identificação de produtos, como também atestar sua procedência.

E aí, gostou do nosso artigo sobre como fazer uma pesquisa de mercado no ambiente internacional? Compartilhe este post em suas redes sociais e ajude a espalhar o conhecimento!

 

 

Banner para o Guia da Negociação: Como fechar mais negócios e otimizar seu resultadoPowered by Rock Convert