Banner de Exportação para PME'sPowered by Rock Convert

No meio empresarial, quando falamos de vendas e relacionamento, muitos já pensam logo na relação com o cliente final. Mas muito do sucesso de uma empresa está ligado em como ela age com seus fornecedores.

Isso é particularmente vital nas relações entre comprador e vendedor no mercado de atacado. Comércios de varejo necessitam de um bom relacionamento com seus fornecedores, assim como fábricas e outras empresas. Mas nem sempre os tratos ocorrem sem atrito, o que resulta em prejuízo para ambas as partes.

No post de hoje vamos falar mais sobre como é possível melhorar o relacionamento entre comprador e vendedor. Confira as dicas!

Procure fornecedores que atendam às exigências técnicas do mercado

Um ponto crucial para que o relacionamento entre comprador e vendedor dê certo é a adequação do fornecedor às exigências técnicas do mercado. Essa atitude, além de facilitar as transações, evita uma série de problemas burocráticos.

Um bom exemplo disso é o uso das padronizações internacionais de códigos de barras. Assim, todas as informações referentes aos produtos negociados podem ser acessadas com facilidade em qualquer etapa do processo, sem que ocorram erros de dados.

Alinhe os processos

Ninguém gosta de ficar com estoque parado, desperdiçando mercadorias que deveriam estar à venda. E para evitar isso é necessário possuir uma cultura de compras consciente e de acordo com o fluxo dos processos da sua empresa.

Portanto, encontrar um fornecedor que esteja disposto a se alinhar aos processos da sua empresa é fundamental. Dessa forma, a compra de produtos e insumos estará de acordo com a demanda dos clientes.

Ao agir dessa maneira é muito mais fácil fazer o controle do estoque, mantendo-o sempre abastecido, sem faltas ou exageros. Isso faz com que a confiança de seus clientes aumente, pois os prazos de produção e entrega são reduzidos, como é o caso, por exemplo, de empresas que trabalham com o sistema just-in-time.

Evite as armadilhas de preços

É claro que você sempre procurará o fornecedor que te oferece o melhor custo-benefício, com menores custos. Mas o preço não é e nem deve ser, para nenhuma empresa, o fator decisivo na hora da escolha de um fornecedor.

Antes de sair no mercado buscando alternativas, monte uma lista de exigências contendo características imprescindíveis para sua empresa. Leve em consideração a qualidade dos produtos e insumos, bem como o prazo de entrega oferecido. Dessa maneira, você conseguirá escolher seus fornecedores com maior facilidade, pois optará por empresas que se adequam ao seu perfil.

Crie alternativas de relacionamento

Por mais que sua empresa tenha um determinado fornecedor como parceiro, existe uma grande diferença entre relações de confiança e de dependência. Construir um sentimento de confiança em ambas as partes é essencial para que esse relacionamento dê certo. Porém, é altamente recomendável que você tenha um plano B como alternativa.

Isso é importante pois, em algum momento, podem ocorrer imprevistos com quaisquer umas das partes. Para o fornecedor, será apenas mais um cliente que porventura passou por problemas. Mas, para sua empresa, perder um fornecedor de confiança pode ser catastrófico se não houver um plano B já pensado.

Imagine uma empresa com uma grande demanda para o mês, de seu principal cliente. Caso ocorra algum problema com o fornecedor, esse pedido corre o risco de atrasar e até mesmo ser cancelado, causando uma quebra de confiança entre o negócio e o cliente. Em alguns casos isso pode significar até mesmo a falência da empresa!

Estar preparado para lidar com esse tipo de situação é essencial para manter um bom andamento do seu negócio. Utilize os contatos que você fez durante a pesquisa de fornecedores para buscar aqueles que possam atender às suas necessidades em períodos de urgência. Talvez isso evolua para um relacionamento permanente!

Negocie

Sua empresa possui uma necessidade e o fornecedor uma solução. Tanto aquilo que você procura quanto aquilo que é oferecido são pontos que podem gerar algumas discordâncias. Por isso existe a negociação.

Se você está comprando, procure não revelar todas as suas necessidades, como prazos para o cliente final ou mesmo seu orçamento máximo. Exponha apenas o necessário para que o fornecedor apresente suas condições.

Caso você esteja na posição de vendedor, saiba exatamente quais são os valores de seus produtos e serviços. Além disso, exponha com clareza os seus prazos e entenda até que ponto vai a sua flexibilidade. O resto depende apenas de um acordo entre as partes.

Trate seus fornecedores como parceiros

Mais do que uma relação comercial, os tratos entre comprador e vendedor devem ser vistos como uma verdadeira parceria. O consumo do cliente final é capaz de movimentar ambas as empresas, o que gera lucros para todas as partes.

Por isso, é preciso trazer seu fornecedor para perto da sua empresa, tratando-o como um verdadeiro parceiro. Relações vistas como de benefício mútuo permitem um maior entrosamento entre as partes, o que se traduz em confiança.

Essa confiança é a base para que, em conjunto, sejam encontradas soluções para os problemas que porventura venham a acontecer. Além disso, parcerias facilitam a busca por estratégias de redução de custos e otimização de prazos e entregas. Tratar fornecedores como parceiros traz apenas benefícios à sua empresa.

Compartilhe informações

Tratar um fornecedor como parceiro significa não apenas confiar nele na hora de realizar uma compra, mas também adotar estratégias de colaboração mútua. E isso inclui o compartilhamento de informações.

Com os processos alinhados e informações compartilhadas entre sua empresa e seu fornecedor, fica mais fácil para ele saber exatamente quando você precisa ou não de determinado produto. Isso é traduzido em entregas mais ágeis. Um simples compartilhamento de agendas, por exemplo, pode fazer toda a diferença.

Além disso, pense em elaborar com seu fornecedor um planejamento de curto, médio e longo prazo para que ambas as partes possam desenvolver estratégias de benefício mútuo. Isso agrega não apenas no relacionamento entre vocês, mas também pode aumentar os lucros dos dois lados.

Desenvolver um relacionamento de confiança e sem atritos entre a empresa e os fornecedores é chave essencial para o sucesso. Gostou deste post? Então aproveite para compartilhá-lo nas suas redes sociais!

 

Banner para o Guia da Negociação: Como fechar mais negócios e otimizar seu resultadoPowered by Rock Convert