Por que o GTIN é essencial para uma operação em marketplace?

Se você está presente em algum marketplace, já deve saber que todos os produtos cadastrados para venda precisam ser documentados para comprovar a sua origem, simplificar o gerenciamento do estoque, realizar de forma adequada a emissão das notas fiscais e facilitar o acompanhamento de pedidos. 

Esse processo parece muito complicado para você? Talvez você ainda não esteja com sua loja on-line profissionalizada e esse seja o momento de mudar esse cenário.

Antigamente apenas grandes empresas utilizavam códigos de barras e padronização dos produtos e processos. Mas hoje as lojas virtuais, sejam grandes ou pequenas, precisam de um código de identificação chamado GTIN (também conhecido como EAN). O GTIN nada mais é do que uma numeração universal para identificar um item.  

E sabe por que esse código é exigido? Porque nos marketplaces é comum que existam diferentes empresas comercializando o mesmo produto. Além disso, os anúncios de produtos codificados costumam ser aprovados de forma mais rápida nessas plataformas, isso porque o simples rastreio do código permite ter acesso às suas características e associá-lo a outras ofertas similares, o que auxilia na divulgação do produto. Ou seja, é uma estratégia de marketing bastante efetiva. 

Pesquisas já demonstraram que quando GTINs são utilizados nos produtos, há um aumento de 20% nas conversões e de 40% nas impressões do Google. Trabalhar com produtos que tenham GTIN (EAN) é uma forma de sair da informalidade e ter mais resultado, principalmente nos marketplaces.

Você deve estar se perguntando: “afinal, o que é GTIN?”

O GTIN (Global Trade Item Number), ou Número Global de Item Comercial, é o conjunto numérico que compõe o código de barras dos produtos. Ele pode conter 8, 12, 13 ou 14 dígitos.

O GTIN é a maneira mais utilizada para fazer a padronização dos produtos. É como se fosse o número de RG, que torna um item único, fazendo com que todos os produtos registrados tenham uma identidade. Esse código numérico serve para atender a qualquer sistema em qualquer lugar do mundo, pois segue um padrão internacional.

Por que usar o GTIN?

Lembre-se que um item identificado de forma padronizada confere mais segurança para o marketplace e também para os consumidores, já que ele passa a ter uma origem comprovada. Quem não gosta de segurança na hora de comprar on-line, não é mesmo?

Como obter um código GTIN?

A primeira coisa que você deve fazer é acessar o site da GS1 Brasil e se associar, que é o que vai permitir a geração dos GTINs (EANs). 

Depois disso, uma vez cadastrado o GTIN, você terá o código de identificação do seu produto, que poderá ser detectado por pesquisas e até mesmo leitores ópticos, se for transformado em código de barras.

É preciso lembrar que o GTIN (EAN) deve ser gerado levando em consideração todas as características do item, como o país de origem, o tipo de produto, detalhes de modelo, cor, tamanho e sabor. Por isso, se você vende um mesmo modelo de sapato, por exemplo, mas em cores diferentes, é preciso gerar um GTIN (EAN) para cada cor, já que a cor faz parte da identidade do produto.

 

Como o GTIN é uma identificação única e intransferível utilizado apenas para aquele produto, muitos marketplaces exigem a codificação para a comercialização da maioria das categorias de produtos. Para os lojistas é uma forma de se profissionalizar, garantir mais segurança aos compradores, além de possibilitar a abertura de novos mercados, pois assim conseguirá fazer parte de outros marketplaces. Para os consumidores, fica mais fácil e ágil comparar e comprar produtos. Para as plataformas, o gerenciamento de todos os seus catálogos de produtos fica mais eficaz e, consequentemente, conseguem promover uma experiência melhor aos consumidores, gerando mais tráfego para o marketplace. Todos saem ganhando.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.