Descubra quem inventou o código de barras e porque é algo essencial

plataforma GS1Powered by Rock Convert

Você sabe quem inventou o código de barras? Embora seja uma das ferramentas mais importantes para o gerenciamento e identificação de produtos e mercadorias, boa parte das pessoas não conhece a sua origem.

Devido a sua eficiência, esse tipo de demarcação é um dos mais utilizados no mundo todo. Dessa forma, os empreendimentos que não trabalham com esse sistema podem perder lucratividade e ter desvantagens no mercado. 

A esse respeito, preparamos este artigo para ajudar você a compreender melhor sobre a história da criação do código de barras, além de entender quem foi o responsável, qual a sua utilização nas empresas e quais as principais vantagens oferecidas. Continue a leitura e fique por dentro de tudo!

Quem inventou o código de barras?

O código de barras como conhecemos hoje não foi criado por uma pessoa específica. Na realidade, o seu desenvolvimento contou com a participação de dois indivíduos. A esse respeito, em 1948, o engenheiro Joseph Woodland, por meio de vários testes, tentou criar um símbolo que, ao ser escaneado, emitisse uma sequência numérica. Esse dado seria utilizado em um computador para o reconhecimento de um produto.

Ao conseguir seu objetivo, Woodland patenteou sua invenção em 1952 com o nome de “Aparato de Classificação” o qual tinha a forma de um alvo. No entanto, seu projeto ficou inviável por conta dos altos custos com scanners e demais equipamentos e foi arquivado durante 21 anos. Dessa forma, só em 1973 o plano de criação de uma ferramenta automatizada de identificação de mercadorias seria estabelecido.

Nessa época, um grupo de executivos do setor de supermercados procurou várias empresas com a intenção de solicitar um novo sistema de codificação de dados para otimizar a dinâmica de vendas de suas lojas. Uma delas foi a IBM, que contou com os trabalhos do engenheiro George Laurer. Ele utilizou como base a invenção de Woodland para materializar o pedido dos executivos.

Desse modo, utilizando tecnologias como o escaneamento a laser e equipamentos microprocessadores, foi possível tornar o código de barras viável. Laurer desenhou em seu projeto, no lugar do alvo, um retângulo branco e preto que conseguia armazenar mais informações em um menor espaço.

O Comitê de Seleção de Símbolos aprovou esse novo modelo e, um ano depois, em 1974, o código de Lauren começou a ser utilizado por algumas empresas e, mais tarde, tornou-se uma das principais ferramentas de identificação do mercado.

Qual a importância do código de barras para as empresas?

Para crescer no mercado não basta apenas garantir bons preços de serviços ou grandes investimentos em marketing de vendas. Além disso, é importante desenvolver os processos internos de modo a garantir eficiência em todas as atividades internas.

Dessa forma, o código de barras tornou-se um dos principais sistemas para gerenciar o controle de mercadorias. Ele possibilita otimizar vários departamentos de uma empresa, como estoque, demanda comercial e produção.

Assim, algumas das funcionalidades que podem contar com esse sistema são a emissão de notas fiscais, transferência de estoques, movimentação de produtos e liberação de pedidos. Por conta disso, o código de barras pode ser um grande diferenciador competitivo. Além dos pontos já citados, existem inúmeras vantagens alcançadas por essa ferramenta. Confira algumas!

Banner Tudo que você precisa saber sobre Código de BarrasPowered by Rock Convert

Facilita o gerenciamento e registro dos produtos

O sistema de código de barras contribui para que o comerciante atenda o cliente de forma otimizada e, consequentemente, mais rapidamente, pois todas as informações referentes à mercadoria são identificadas no momento da operação de leitura.

Além disso, de modo automatizado, o programa controla a demanda de estoque e armazena os dados do produto, facilitando, assim, o trabalho dos operadores.

Auxilia na validação

Dependendo do segmento de serviços de uma empresa, a ausência de um código de barras pode tornar a identificação do produto duvidosa. Mercadorias como brinquedos diversos, alimentos, roupas e calçados são alguns dos vários exemplos de produtos que precisam ser gerenciados de forma eficiente para evitar problemas em reconhecimento de itens, além de aumentar a segurança nos processos de venda.

Reduz erros

Quando o código de barras não era muito comum no mercado, as operações de identificação e gerenciamento de mercadorias eram feitas, muitas vezes, manualmente, o que aumentava as chances de erros humanos.

Com a popularização do sistema de leitura automática, houve um melhoramento dessa atividade, pois os códigos de barras apresentam apenas uma identificação para cada produto, o que contribui para aumentar a segurança dos processos logísticos.

Reduz custos

Outro benefício bastante significativo para a empresa é a redução nos custos e despesas. Isso porque ao otimizar o trabalho referente a toda gestão e gerenciamento de produtos, a corporação consegue ser eficiente no controle de estoque e no planejamento de compras de novas mercadorias.

Com isso, é possível diminuir as despesas com estoques acima da demanda ou prejuízo referentes a erros nos processos de distribuição e abastecimento de mercadorias.

Como o código de barras funciona?

O sistema de código de barras apresenta a mesma lógica da computação em geral. Nesse sentido, esse mecanismo utiliza códigos binários para gerar dados. As faixas em tonalidade preta identificam uma sequência contendo zero e um. A combinação desses dígitos é a representação exata de um determinado item, o que é possível ser consultado por um equipamento de leitura, podendo ser um computador ou smartphone.

Essa funcionalidade ganha grande importância nas atividades de uma empresa. Todo o trabalho de monitoramento de um produto torna-se mais simples com a codificação específica de cada item, o que facilita as operações de caixa, emissão de notas fiscais e movimentação de mercadorias.

Portanto, essas foram as principais informações sobre quem inventou o código de barras e qual a sua importância para a dinâmica comercial. Vale destacar ainda, a necessidade de contar com um serviço especializado de padronização e controle de códigos, como a GS1 do Brasil, pois esse ponto contribui para que o empreendimento consiga obter maior eficiência com a utilização do sistema.

Gostou do artigo e deseja saber mais informações sobre o código de barras? Então baixe nosso ebook e fique por dentro de tudo a respeito do tema!

 
Banner para o Guia da Negociação: Como fechar mais negócios e otimizar seu resultadoPowered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.