Banner de Exportação para PME'sPowered by Rock Convert

Exportar e vender o seu produto em outros países pode ser uma ótima oportunidade para o seu negócio se desenvolver e se tornar mais forte, inclusive internamente. Como são grandes as modificações causadas por um processo de exportação bem feito, vender o seu produto internacionalmente pode ser, inclusive, a solução para alguns dos problemas empresariais que o seu negócio enfrenta.

\r\n

Por que exportar? A seguir, você vai conhecer pelo menos oito motivos para começar a exportar o seu produto já e vai entender qual é a relevância de realizar esse tipo de transação comercial. Confira!

\r\n

1. Aumento do volume de vendas

\r\n

Mantidas as vendas dentro do mercado interno, quando você começa a exportar o seu produto significa que está entrando em um novo mercado e, com isso, obtendo acesso a um fluxo maior de oportunidades. Com mais pessoas ou empresas interessadas em comprar o seu produto, ocorre um natural aumento de vendas.

\r\n

Isso faz com que a sua empresa também aumente o faturamento e a lucratividade, melhorando os resultados referentes ao desempenho comercial e econômico. Além disso, sua empresa expande a base de clientes e passa a se tornar menos dependente de determinados consumidores.

\r\n

2. Aumento da produtividade

\r\n

Se a sua empresa vende mais, significa que eventualmente ela precisará começar a produzir mais. Para isso, vai ser necessário realizar uma estruturação e otimização de processos de modo que o seu negócio consiga fazer mais com o mínimo de alterações.

\r\n

A melhoria nesses padrões aliada ao aumento da produção leva a um aumento da produtividade em geral, fazendo com que a empresa se torne mais eficiente. Com a prolongação da presença no mercado exterior, também diminui o desperdício de potencial de produção, que acontece frequentemente quando a empresa não possui demanda suficiente para absorver toda a sua capacidade de produção.

\r\n

3. Redução do custo de produção por unidade

\r\n

Ao exportar o seu produto, você passa a ter acesso também a mercados fornecedores. Dependendo do tipo de transação, é possível fechar parcerias comerciais que permitem importar insumos importantes para o seu produto em valores ainda mais em conta.

\r\n

Assim, ao exportar e ganhar penetração no mercado internacional, você também passa a ter a chance de reduzir o custo de produção de cada unidade de produto, o que faz com que o seu negócio se torne mais rentável e lucrativo.

\r\n

Além disso, o aumento da produção faz com que seja possível comprar quantidades maiores de matéria-prima, mesmo que internamente. Isso favorece o poder de negociação e diminui o preço pago pelas matérias-primas, levando a uma redução do custo de produção por unidade.

\r\n

4. Redução dos riscos

\r\n

Ao exportar, sua empresa diversifica mercados e, com isso, tem acesso a uma série de oportunidades comerciais. Nesse sentido, o seu negócio não fica preso a apenas um mercado ou dependente só de certas condições macroeconômicas.

\r\n

Como está exposta a uma variedade maior de condições, a empresa adquire robustez e cria uma estrutura sólida para que possa se manter de maneira indefinida e mais segura pela menor exposição a alterações cíclicas da economia. Inclusive, quanto maior for a quantidade de países em que você realiza vendas e quanto mais diversos eles forem, menores serão os riscos para o seu negócio porque você poderá aproveitar grande quantidade de condições econômicas favoráveis.

\r\n

5. Melhor aproveitamento de oportunidades

\r\n

Quando o mercado interno vai mal, como durante uma crise, é comum que sejam experimentados efeitos como diminuição das vendas, aumento das taxas de juros e variação cambial intensa. Quando isso acontece, a empresa tem menos oportunidades de negócios e fica mais exposta a vivenciar uma série de problemas.

\r\n

Quando você exporta o seu produto, pode se beneficiar de algumas dessas situações. O dólar alto, por exemplo, pode fazer com que os seus insumos fiquem mais caros, mas também torna os seus preços no exterior mais competitivos e aumenta o seu faturamento com o mesmo volume de vendas.

\r\n

Por isso, exportar o seu produto significa criar e aproveitar novas oportunidades de negócios em vez de ficar limitado apenas ao mercado interno.

\r\n

6. Uso de incentivos fiscais

\r\n

Para estimular a exportação de itens, comumente os órgãos brasileiros responsáveis oferecem algumas vantagens tributárias. Isso deixa o produto brasileiro mais competitivo e torna mais fácil a entrada de recursos oriundos de transações realizadas internacionalmente.

\r\n

Assim, ao exportar você pode utilizar incentivos fiscais que fazem não apenas com que sua contabilidade seja simplificada, mas também com que pague menos tributos. Dependendo de certas condições, inclusive, você pode deixar de pagar certos impostos, como o ICMS, quando realizar compras de matérias-primas de produtos que serão exportados em até um ano.

\r\n

7. Aumento na qualidade do produto

\r\n

As mudanças realizadas para otimizar processos de modo a aumentar a produtividade possuem impacto direto nos produtos, aumentando a sua qualidade. Além disso, a empresa também precisa fazer melhorias nesse sentido de maneira consciente para que seja capaz de atender às especificações do mercado internacional, que pode ser consideravelmente mais exigente em determinadas situações.

\r\n

Por isso, exportar o seu produto normalmente também significa torná-lo melhor, com mais valor agregado e mais adaptado para cumprir uma série de exigências. Para o mercado interno, isso é ainda mais vantajoso, já que o mercado passa a ter acesso a um produto com preço adequado e com padrões internacionais.

\r\n

8. Ganho de vantagem competitiva

\r\n

Quando começa a exportar o seu produto, você se beneficia de estar em um novo e lucrativo mercado, e também passa a ter melhorias dentro do seu negócio – como as otimizações visando à produtividade, por exemplo. Além disso, você melhora o produto e passa a dispor de mais recursos para fazer investimentos no negócio de modo a obter cada vez mais melhorias. Juntos, esses fatores o fazem obter uma importante vantagem competitiva em relação às demais empresas, especialmente em relação àquelas que não exportam.

\r\n

Dentre os motivos para começar a exportar o seu produto já estão todos os fatores que se relacionam às melhorias que sua empresa sofre e também ao fato de que o seu negócio se torna mais robusto e mais capaz de se manter em longo prazo no mercado interno. Por isso, vender seus produtos para outros países pode ser a oportunidade que faltava para o seu negócio deslanchar de vez.

\r\n

Entendeu por que exportar? O que você acha de exportar os seus produtos? Quais desses benefícios são mais importantes para você? Comente!

\r\n

Guia de exportação PME

Banner para o Guia da Negociação: Como fechar mais negócios e otimizar seu resultadoPowered by Rock Convert