Qual o efeito do Cadastro Nacional de Produtos na logística e na distribuição de produtos?

Muito se fala sobre como os códigos de barras da GS1 transformaram o setor de varejo no sistema que conhecemos hoje. A importância dos nossos padrões é inegável, mas ainda existe outro serviço que é tão importante quanto e está por trás de toda a eficácia dos códigos: o Cadastro Nacional de Produtos.

O Cadastro Nacional de Produtos é um vasto banco de dados de uso exclusivo dos associados da GS1 Brasil. Trata-se de uma plataforma em que os fabricantes e donos de marcas devem registrar seus produtos nos mínimos detalhes, fornecendo qualquer característica que seja relevante para sua venda.

Continue a leitura para entender como o Cadastro Nacional de Produtos causa impactos positivos na logística e na distribuição de mercadorias no mercado varejista.

Como funciona o Cadastro Nacional de Produtos?

Quando uma empresa vai disponibilizar um novo produto no mercado, ela deve primeiro cadastrá-lo no Cadastro Nacional de Produtos com todas as informações possíveis. Esse processo inclui imagens, validade, matéria-prima utilizada e tudo que for de relevância para os varejistas que irão comercializar a mercadoria, além dos próprios consumidores.

O código de barras em si não seria eficaz sem o Cadastro Nacional de Produtos, pois sempre que ele é escaneado, as informações obtidas partem desse banco de dados. O Cadastro Nacional de Produtos é o responsável por averiguar se aquele produto é original e de qualidade, proporcionando dados de confiança, já que foram disponibilizados pelo próprio fabricante.

Não menos importante, é através desta plataforma que são gerados os códigos e seus respectivos EAN/GTIN, a sequência numérica que garante a identidade individual de cada item. Através desse número, torna-se possível rastrear com facilidade as especificações de todos os produtos cadastrados no nosso banco de dados, funcionando como uma ferramenta de consulta para todos os associados.

No e-commerce, essas funções são fundamentais, pois as principais plataformas de marketplace utilizam o EAN/GTIN para conferir as informações do produto disponibilizadas no Cadastro Nacional de Produtos e garantir anúncios mais completos. Além de facilitar a organização do que foi anunciado, também torna os mecanismos de pesquisa mais eficazes.

Maior eficiência logística

Imagine o quão difícil seria organizar todos os processos logísticos relacionados a controle de estoques e rastreamento de mercadorias sem a combinação dos códigos de barras com o Cadastro Nacional de Produtos. Podemos dizer que um não funciona sem o outro – o Cadastro Nacional de Produtos não só fornece dados como também gera os códigos, enquanto o EAN/GTIN não consegue disponibilizar informações se elas não estiverem contidas no sistema da GS1 Brasil.

Dessa forma, quando um lojista compra um lote de mercadorias com o fabricante, ele consegue acompanhar todo o processo desde o envio e, caso algumas mercadorias venham defeituosas, é possível identificá-las com facilidade, tomando quaisquer providências necessárias para garantir máxima satisfação do consumidor. Do mesmo modo, esse sistema de identificação e compartilhamento de dados também facilita na hora de verificar se um produto é realmente original. O Cadastro Nacional de Produtos é uma peça-chave para o combate à pirataria.

É válido ressaltar que tanto o Cadastro Nacional de Produtos quanto o padrão EAN/GTIN são serviços exclusivos da GS1 Brasil. Apenas nossos associados podem se beneficiar de todos os seus recursos, então não deixe de acessar o nosso site e conferir tudo que é necessário para solicitar um código de barras para sua empresa.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.