Banner de Exportação para PME'sPowered by Rock Convert

Ampliar a fatia de mercado é um objetivo que pode ser atingido por meio da exportação. A desvalorização da moeda brasileira pode gerar excelentes oportunidades de negócios, já que os compradores estrangeiros veem condições vantajosas nesse tipo de transação. E sua empresa, está preparada para a expansão internacional? Sabe o que fazer para obter sucesso?

Pois então este post foi feito para ajudá-lo! Aqui você vai encontrar 7 dicas para garantir a aceitação do seu produto no mercado internacional e os passos necessários para ter êxito nessa iniciativa. Preparado?

1. Faça um estudo de mercado

A pesquisa de mercado determina quais são as perspectivas de venda de uma mercadoria no mercado externo. Seus resultados mostram onde você pode obter os melhores resultados, pois o público local está propenso a receber seu produto.

Para chegar a esse dado, ele levará em conta diversos fatores como:

  • os hábitos de consumo do país e a viabilidade de um produto se encaixar no mercado de destino. Afinal, quem vende biquínis ou bebidas alcoólicas não pode esperar um grande volume de vendas em um país muçulmano, por exemplo;

  • a competitividade dos preços que você poderá oferecer no mercado, após levar em consideração todas as despesas com o transporte, taxas e outros custos decorrentes da exportação;

  • os padrões de qualidade exigidos pelo mercado importador, aos quais você deverá se adequar;

  • o tempo necessário para alcançar o espaço desejado no mercado e a viabilidade do investimento.

A pesquisa de mercado não pode ser vista como um gasto. Na verdade, ela é um investimento que vai ajudá-lo a não aplicar dinheiro em projetos já fadados ao fracasso. Esse instrumento acelera e aumenta as chances de aproximação com o mercado consumidor.

2. Defina as melhores possibilidades para a expansão internacional

Depois de identificar mercados potenciais interessantes, é hora de definir os países considerados prioritários para estabelecer essa relação comercial. Onde você quer que sua marca esteja?

Essa decisão estratégica vai orientar todas as outras ações, como o preparo para a logística, o modelo de negócios, a adequação dos produtos e embalagens.

A decisão pode ser baseada em vários aspectos, desde uma identificação já existente com seus produtos, probabilidade de aderência com a marca, carência de mercadorias da espécie no comércio local, a semelhança entre os padrões exigidos e os que você já pratica, o que reduz a necessidade de adequações etc.

É fundamental investigar também como funciona a relação comercial entre o Brasil e o país de destino. Por mais que alguns países tenham um mercado potencial interessante, seus governantes podem adotar medidas protecionistas que inviabilizam a importação de produtos por um preço competitivo. Vale a pena ficar de olho.

3. Padronize os produtos

Inserir os seus produtos em um mercado diferente exige que ele esteja em conformidade com os padrões do país. Isso se aplica à qualidade, necessidade de exibir informações, exposição da numeração de acordo com os parâmetros locais e outras normas definidas por agências reguladoras.

Essas exigências variam bastante de um local para outro, e elas precisam ser pesquisadas e seguidas para que os produtos estejam preparados para a exportação e obtenham a aceitação desejada.

4. Crie e utilize códigos de barras

Diante da competitividade atual, agilidade é fundamental. É preciso investir em tudo o que simplifica a distribuição, a logística, a identificação dos produtos e assegura sua procedência.

Portanto, para começar a pensar em exportar é essencial utilizar o código de barras. Ele inibe a falsificação de produtos, contribui para a logística do processo e é um meio reconhecido internacionalmente para identificar os produtos e atestar sua procedência.

5. Busque investidores experientes

Lançar-se no mercado internacional é uma oportunidade que pode ser muito lucrativa. No entanto, ela também possui seus riscos. Com a orientação adequada, eles podem ser minimizados.

No entanto, uma alternativa ainda mais eficiente é estabelecer uma parceria com investidores já experientes no novo mercado. Devido ao interesse mútuo, eles podem facilitar todos esses procedimentos e guiar a atuação da empresa no país.

Um exemplo disso é a parceria com redes de lojas. Elas podem ser uma excelente porta de entrada para exportadores do setor têxtil, de calçados e muitos outros bens de consumo produzidos por aqui.

6. Invista em marketing

Depois de tomar todos os cuidados para se adequar a normas, buscar bons parceiros, entrar em mercados em que as chances de sucesso são maiores, é hora de pensar em marketing.

A propaganda é a alma do negócio. Então, não basta focar apenas nas pessoas que tiveram algum tipo de contato com o produto, gostaram dele e se tornaram consumidoras. É preciso pensar em atingir consumidores que não terão outra forma de contato com ele, a não ser que você realize esforços específicos para isso.

Portanto, planeje ações para tornar a sua marca conhecida do público local. As iniciativas mais apropriadas dependem muito do segmento em que sua empresa atua. Por isso, procure orientação profissional para obter sucesso na divulgação.

7. Capriche na embalagem

Por mais que seu produto seja de excelente qualidade, também é importante prestar atenção quanto ao desenvolvimento da embalagem. Ela pode ser uma das primeiras formas de contato com o cliente e um fator para encantá-lo. Mesmo que este não seja o caso, ela precisa refletir o conceito e a qualidade da mercadoria.

Esse é um fator fundamental não só porque as embalagens para exportação precisam seguir determinados padrões, mas porque elas também têm uma função essencial para o transporte dos produtos com segurança e interferem diretamente na experiência de consumo.

Portanto, conheça as regras que a embalagem precisa seguir para exportação. Depois, pense em como criar um design que, mesmo seguindo as normas, estabeleça uma identidade com a marca, passando a ideia que você deseja e se tornando um diferencial de sua empresa.

E então, preparado para a expansão internacional do seu negócio? Gostou das nossas dicas? Pois agora está na hora de saber o que não pode faltar para expandir o seu negócio internacionalmente. Corra para o post neste mesmo instante e descubra o que precisa fazer para conquistar novos mercados!

 

Banner para o Guia da Negociação: Como fechar mais negócios e otimizar seu resultadoPowered by Rock Convert