Quais são as novas habilidades necessárias para um líder do séc XXI?

Quais são as novas habilidades necessárias para um líder do séc XXI?

Qual o seu posicionamento na empresa? É o gestor que apenas passa as tarefas e fecha a porta do gabinete? Ou participa ativamente da rotina dos colaboradores? Pode ter certeza que a sua postura pode fazer toda a diferença na dinâmica da organização. Enquanto que, no primeiro caso, estamos diante de um típico chefe, no segundo podemos dizer, com mais certeza, de que realmente estamos falando de um líder.

Ainda não sabe a diferença entre os dois termos? É simples. Qualquer pessoa pode ser um chefe, basta ter um cargo de hierarquia superior em uma empresa. O líder, por outro lado, não depende de um cargo para assumir esse papel. Ele é reconhecido pelo grupo, “eleito” naturalmente por ele como uma figura da inspiração. O líder, portanto, é aquele capaz de cativar os colegas de trabalho e direcionar todos para um caminho em comum.

São muitas as habilidades e características de um líder. Neste século, as necessidades se tornam ainda maiores, principalmente quando consideramos fatores como o surgimento de novas tecnologias, a geração dos Millennials e a globalização em escala exponencial que ocorre por conta da popularização do acesso à internet. Afinal, o que fazer para se destacar e conquistar o reconhecimento de todos? É o que você confere o post de hoje.

A seguir, descubra tudo o que precisa saber para se tornar um líder empresarial!

1. Realize uma especialização acadêmica

No Brasil, o fenômeno da banalização do diploma já é um fato consolidado. Muitas pessoas colam grau no ensino superior no país. É justamente por isso que o mercado valoriza cada vez mais aqueles que procuram um diferencial maior. Sim, estamos falando das especializações, que podem ser muito necessárias dependendo da área de atuação em que o gerente ou gestor trabalha.

Para um líder, a especialização deve sempre ser voltada para o campo mais estratégico da empresa. Embora existam cursos excelentes que podem ajudar a desenvolver outras habilidades, o fato é que aquelas pessoas que pretendem guiar os profissionais precisam ter uma visão do todo, para que, então, possam guiá-los para o melhor caminho.

2. Tome decisões com assertividade

Tomar uma decisão exige pulso. Um gestor que pretende atuar como um verdadeiro líder jamais pode mostrar dúvidas ou incertezas em relação ao caminho que desejou seguir. Isso pode não só desestimular as equipes, como também balançar a sua posição dentro da empresa. Por isso, é preciso ser assertivo na hora de tomar qualquer decisão.

Não entenda errado. A precisão na tomada de decisão não quer dizer que você deve seguir cegamente um caminho. Na maioria dos casos, essa atitude pode levar a organização para a ruína, inclusive. Estamos falando apenas que o gestor deve saber o que quer e, quando recuar, deve ter certeza de que essa é a melhor atitude a ser tomada.

3. Mantenha uma postura ética

Um bom líder deve elencar valores claros. Transparência e honestidade, por exemplo, são características que não podem faltar. Esses valores exercem duas funções para aqueles que desejam exercer uma postura de liderança.

O primeiro deles é a marca deixada para os colaboradores. Um bom líder é sempre lembrado por traços marcantes, que são tomados como um exemplo a ser seguido pelos outros colaboradores. Esses traços nada mais são do que reflexos dos valores elencados pelo líder, que norteiam a sua forma de agir.

Além disso, a definição de valores também funciona como um código de ética a ser seguido. Assim, o líder evita qualquer deslize que possa comprometer a sua imagem.

4. Participe da rotina dos colaboradores

Outro ponto que requer a atenção de qualquer líder empresarial é a participação na rotina dos colaboradores. É só dessa forma que ele consegue entendê-los e criar uma ligação mais forte com o time. Assim, pode guiar todos em um caminho comum, o que é ideal para qualquer empresa, certo? Afinal, sinergia e harmonia são as bases que sustentam o trabalho em equipe.

Agora, de que formas o líder pode participar da rotina dos profissionais? A primeira delas é por meio da realização de feedbacks. A ideia é realizar feedbacks de desenvolvimento, que têm como objetivo aprimorar as habilidades dos colaboradores, ou feedbacks positivos, que, por outro lado, ajudam a encorajar aqueles que estão no caminho certo.

Além disso, é preciso que o líder, de fato, monitore o desempenho dos profissionais. Para que isso seja possível, ele deve acompanhar indicadores de desempenho necessários para avaliar os colaboradores do seu setor.

5. Melhore os conhecimentos sobre tecnologia

Um líder não pode ser dar ao luxo de ser um excluído digital. Afinal, em qualquer empresa fazemos o uso da tecnologia, seja para monitorar atividades internas ou, até mesmo, para o recolhimento e a análise de dados. É justamente por isso que é muito importante aumentar o seu conhecimento nessa área.

Claro, nesse caso, a obtenção do conhecimento não necessariamente envolve um estudo acadêmico. O mais importante é descobrir quais são os principais sistemas utilizados na sua área de atuação e procurar se informar ao máximo. Em alguns casos, a realização de cursos de extensão, por exemplo, pode ser recomendada, principalmente quando o gestor precisa lidar diretamente com os sistemas.

6. Envolva todos no planejamento

Por fim, a principal característica de uma liderança do século XXI não poderia ser diferente: o compromisso com a democracia. Em outras palavras, é sempre importante que o gestor envolva todos os colaboradores no planejamento estratégico do negócio.

Em primeiro lugar, esse tipo de comportamento pode ajudá-lo a ganhar com informação. Os colaboradores podem fornecer informações operacionais e táticas fundamentais para o desenvolvimento de planos de ação de longo prazo. Muitas vezes, enxergam o que o gestor jamais seria capaz de observar.

Além disso, a postura também ajuda a melhorar o clima organizacional, uma vez que todos se sentirão fazendo parte de um time — ou seja, todos vestirão a camisa da sua gestão. Dessa forma, você certamente será encarado como um líder empresarial dentro da organização.

Gostou do nosso post de hoje? Então que tal compartilhar esse conteúdo nas suas redes sociais para incrementar o debate?

 

Postagens relacionadas
Qual o impacto do design de embalagens nas suas vendas?
O que é ROI? Entenda o poder dessa métrica para sua empresa
12 conselhos que podem melhorar suas técnicas de negociação!
Como a embalagem pode definir o sucesso da empresa?
Estratégia oceano azul: o que é e qual sua importância?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web