Como se adequar às exigências de mercado do varejo no Brasil?

Além de atuarem em um mercado extremamente competitivo, os empresários de varejo no Brasil vêm enfrentando um ambiente com muitas complexidades em relação às exigências legais, demandas dos canais de venda e, também, dos consumidores. Nesse cenário, é de suma importância conhecer os desafios de padronização e desejo dos clientes para garantir a entrada e o sucesso nas vendas de produtos nas principais praças de consumo do país.

Neste post, vamos abordar o que uma empresa precisa conhecer e praticar para se adequar às exigências do mercado de varejo no Brasil, trabalhar com tranquilidade e eficiência, e enfrentar a concorrência com todo o seu potencial. Confira!

Questões legais no mercado varejista

É do conhecimento de todos que o Brasil é um país bastante burocrático, que apresenta uma infinidade de leis e exigências em relação a diferentes quesitos ligados a uma empresa. São impostos municipais, estaduais e federais relativos não só à venda, mas também aos colaboradores, propriedade, além de outras taxas e valores que devem ser pagos pontualmente.

É preciso buscar profissionais habilitados, como contadores e advogados, que possam auxiliar na elaboração de contrato social, escolha do melhor regime tributário e, posteriormente, no recolhimento e pagamento de diferentes tributos, além da busca constante pelas melhores situações quando o assunto estiver ligado às questões legais.

A elaboração e o envio de obrigações acessórias tributárias também aparecem como mais um desafio quando falamos de questões legais, já que é cada vez maior o número de exigências do governo desde o projeto de implementação do SPED (Sistema Público de Escrituração Digital). Esse sistema passou a exigir o envio eletrônico de diferentes declarações, tornando obrigatório o investimento em softwares de gestão integrada e que permitam que este envio seja feito de forma automática.

Qualidade e diferentes perfis de consumo

É claro que, em um mercado altamente competitivo, a qualidade deverá prevalecer, tornando-se outro desafio a ser encarado pelos profissionais do varejo. Os consumidores sempre terão preferência por itens de valor comprovado e que se adéquem aos mais diferentes perfis de consumo.

O perfil de consumidor exigente é aquele que tem preferência por produtos ou serviços que apresentam maior qualidade, valorizando não só o aspecto do que é consumido, mas também a certificação e a rastreabilidade. Certificações de produtos orgânicos, de produção integrada e o rastreamento podem mostrar de onde o produto está vindo e como foi produzido, dando a esses clientes a satisfação do consumo diferenciado.

O mercado composto por pessoas com mais de sessenta anos é outro que aumenta a cada dia, exigindo produtos e serviços que estejam voltados para esse público que só faz crescer, em função do envelhecimento da população.

Dois outros grupos que exigem qualidade e padronização também estão em crescimento: o consumo saudável e o consumo responsável. No primeiro tipo há a valorização da utilização de produtos que privilegiam uma vida saudável, como frutas, verduras e outras mercadorias com alto padrão de qualidade e frescor. Já o consumo responsável prima pelas questões éticas e, também, a eficiência nos processos de produção. Trabalhar alinhado a essas demandas e apresentar isso aos consumidores pode ser uma oportunidade e tanto para os varejistas.

Fidelização de clientes

A competitividade também passa a exigir das empresas de varejo maior preocupação com a fidelização de clientes. Além disso, outro desafio é o e-commerce, que vem aparecendo com bastante força no mercado varejista e pode, até mesmo, ameaçar alguns setores. Assim, as questões que surgem são: como cativar um cliente para que ele consuma meus produtos ou serviços? Como manter a base de clientes interessada nos itens que a empresa vende? Quais os passos necessários para competir com empresas de e-commerce?

O cliente tem sempre razão! Essa expressão é antiga, mas, sua mensagem é mais atual do que nunca e deve ser lembrada todos os dias nas empresas que buscam satisfazer as necessidades e desejos de quem está consumindo seus produtos. Um ponto importante nessa dinâmica é a experiência no atendimento, que deve fazer com que o cliente sinta-se único e especial, algo que pode ser alcançado com investimentos em treinamento e capacitação dos funcionários responsáveis por essa área.

Ainda buscando a fidelização de clientes, é primordial construir valor e mostrar a qualidade do que se está comercializando, justificando os preços cobrados. Programas voltados à fidelização auxiliam nessa tarefa e mostram aos clientes como eles são importantes e especiais para quem vende. É importante criar diferentes estratégias para os consumidores, sejam elas relativas a descontos, preços ou prazos diferenciados.

O processo de fidelização ainda poderá contar com o uso de um cadastro de clientes que, além de fornecer informações valiosas sobre os consumidores, permite criar um perfil de consumo e analisar dados que podem ser usados em futuras alterações ou inserções de novos produtos. É fundamental criar mecanismos que permitam que a empresa fique mais próxima de quem compra sua mercadoria.

Reputação e recomendações

O investimento na fidelização de clientes permite que o varejista possa ficar atento a outra área desafiadora desse mercado, relacionada à reputação e as recomendações de sua empresa e que possui uma ligação íntima com a internet: a pós-venda.

Atualmente, com o aumento do uso de meios eletrônicos e das redes sociais, é comum que os clientes falem das empresas, dos produtos e das experiências de compras, que podem ser extremamente positivas ou bastante negativas, dependendo da atenção que a empresa dá a esse ponto.

A consideração a esse tipo de interação deve ser maior a cada dia. As experiências negativas de compra podem — e devem — ser revertidas por um bom atendimento nos meios eletrônicos, com atenção e objetividade para sanar as dúvidas e problemas dos clientes.

Os empreendedores brasileiros não devem se esquecer de que os dados que ficam registrados em diferentes meios na internet servirão como histórico para quem quiser consumir determinados produtos, podendo ser uma importante ferramenta de decisão para aqueles que possuem intenção de compra e estão indecisos entre diferentes empresas que oferecem o mesmo produto.

Se adequar às demandas de um mercado cada vez mais exigente, preparando processos de produção, publicidade, venda e relacionamento com o cliente, é fundamental para o empreendedor que precisa enfrentar o mercado de varejo no Brasil. Quer saber mais sobre outros desafios da área e formas de melhoria para o seu empreendimento? Clique aqui e entenda como o marketing pode impulsionar o seu negócio!

Postagens relacionadas
Aprenda como aumentar as vendas e vencer a crise
Workshop, palestra, curso, simpósio, seminário, congresso: qual a diferença?
Workshop, palestra, curso, simpósio, seminário, congresso: qual a diferença?
vendas
Técnicas de vendas: conheça as melhores práticas
Levando o marketing estratégico à prática em 5 dicas
Como a embalagem pode se tornar o diferencial de uma empresa?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web