7 melhores estratégias de marketing para pequenas e médias empresas

Não há como escapar: para vender mais é preciso aparecer! É por isso que, seja a sua empresa de pequeno ou médio porte, definir uma estratégia de marketing capaz de dar visibilidade e agregar valor à sua marca é essencial para gerar bons resultados financeiros e crescer.

Em tempos de orçamentos pequenos e cobranças grandes, porém, escolher qual caminho seguir nem sempre é tarefa fácil: são tantas as possibilidades que é normal ficar confuso.

Antes de partir para a prática, é preciso compreender que, ao contrário do que muitos pensam, uma boa estratégia de marketing vai muito além da aplicação aleatória de técnicas. Para que as ações realmente gerem o resultado esperado, é preciso que elas estejam verdadeiramente alinhadas com o plano de negócio e levem em consideração o mercado-alvo, as potencialidades e fraquezas do seu negócio e o perfil do seu consumidor.

Se você já sabe tudo isso, ótimo trabalho! Conheça, a seguir, as 7 melhores estratégias de marketing para pequenas e médias empresas. Preparado para alavancar o seu negócio?

Presença online

Seja perguntando se algum amigo do Facebook conhece uma marca ou simplesmente buscando no Google pelo produto ou serviço desejado, o fato é que o processo de compra do consumidor é cada vez mais influenciado pela internet.

É justamente por conta disso que construir presença online é tão importante! Se bem utilizada, a internet pode ajudar a sua empresa a ser mais facilmente encontrada, aproximar a sua marca e o seu cliente por meio das redes sociais e, até mesmo, vender por meio de uma plataforma e-commerce.

É sempre bom lembrar, porém, que o primeiro passo para a construção de uma presença online é entender o cliente e os seus hábitos e, então, definir o posicionamento do seu negócio! Uma empresa de roupas sociais masculinas, por exemplo, dificilmente precisará marcar presença no Instagram. Por outro lado, estar no LinkedIn e contar com uma loja virtual podem ser excelentes estratégias.

Inbound marketing

Ao contrário do que acontece com o marketing tradicional, onde propagandas tentam vender o produto de forma explícita, o inbound marketing baseia-se na produção de conteúdo de qualidade para atrair e educar o cliente.

É o que acontece, por exemplo, quando um potencial consumidor pesquisa sobre “salto ideal para cada roupa” e acaba encontrando uma postagem explicativa de uma marca de sapatos. Em vez de apresentar a sua nova coleção, o que essa marca fez foi dar dicas de moda e, assim, conquistar a confiança do cliente.

Seja qual for o segmento de atuação do seu empreendimento, esta técnica certamente ajudará você a ganhar credibilidade, atrair mais visitantes e aumentar as suas vendas.

Parcerias

Se a união faz a força, por que não usar o poder de parcerias estratégicas a favor do seu negócio? Além de reduzir custos, essa estratégia de marketing pode multiplicar consideravelmente o alcance da ação e, por conseguinte, os resultados obtidos!

É o que acontece com a produção de eventos ou de editoriais realizados em conjunto por marcas de diferentes segmentos. Ao reunir empresas de sapatos, roupas e acessórios em um único ensaio, por exemplo, você consegue benefícios como:

  • Rateio dos custos, visto que a estrutura necessária será a mesma para todas as empresas;

  • Triplicação da divulgação, já que as fotos serão publicadas por três marcas distintas;

  • Aumento da conversão, uma vez que o público que terá acesso às imagens tende a ser muito mais segmentado e qualificado, demonstrando real interesse pelos produtos anunciados (ninguém compõe um look só com um acessório, afinal!).

Programas de fidelidade e indicação

Você sabia que conquistar um novo cliente custa cinco vezes mais do que manter um antigo? Isso mesmo! E é justamente por esse motivo que investir em programas de fidelidade pode ser uma excelente estratégia de marketing. Foi esse o caso das companhias aéreas, que, graças aos programas de milhas, conseguirem aumentar as vendas e manter os clientes fiéis por muito mais tempo.

Outra estratégia que não deve ser ignorada diz respeito às indicações. Enquanto a propaganda tradicional provoca uma leve desconfiança por parte do cliente, a indicação de um amigo ou conhecido tende a ser muito mais valorizada e aceita. Assim, por que não usar isso a favor da sua marca e associar descontos e bonificações às indicações realizadas pelos atuais clientes?

Participação em eventos

A participação em eventos é uma excelente estratégia de marketing para as empresas que desejam aparecer, fazer networking e gerar bons negócios! Neles, você tem a oportunidade de distribuir informações e fazer ações promocionais para um público que, em geral, tende a demonstrar muito mais interesse pelos seus produtos ou serviços (afinal, aquelas pessoas saíram de casa só para conhecer as novidades do mercado).

Vale lembrar, contudo, que nem só os eventos maiores são interessantes. A depender do seu segmento de atuação, associar a sua marca a um evento pequeno também pode ser um excelente investimento. É o que acontece, por exemplo, com as confecções de roupas que aproveitam feiras e pequenos festivais para expor e vender os seus produtos e relacionar a marca a um momento cool.

Merchandising, ações promocionais e atendimento

Muitas pessoas decidem o que vão comprar quando já estão na loja. O que isso significa? Que investir em ações no ponto de venda é uma excelente forma de gerar bons resultados!

Por isso, procure entender o que seu cliente espera do atendimento e concentre suas energias em tornar a experiência de compra o mais prazerosa possível (sem esquecer, é claro, de focar na conversão). Abuse de ações de merchandising, como o uso de displays e expositores diferenciados, elimine os erros no atendimento e promova ações promocionais, tais como degustações, distribuição de brindes e realização de jogos.

Marketing direto

Basicamente, o marketing direto consiste em atingir o seu potencial consumidor com uma mensagem devidamente personalizada e segmentada, sem que, para tanto, seja necessário recorrer ao uso dos meios de comunicação de massa.

É o que acontece, por exemplo, quando uma loja de sapatos envia uma correspondência parabenizando o cliente pelo seu aniversário e oferecendo um cupom de desconto de 10%. Além de ser uma ferramenta de relacionamento, o marketing direto é muito bom para gerar vendas e tem entre as suas vantagens o fato de ser mensurável (você tem como saber qual cliente foi até a loja e efetuou a compra com o cupom de desconto). Outro excelente uso que pode ser atribuído ao marketing direto diz respeito ao pós-venda, fator crucial para toda empresa que deseja encantar o cliente e crescer.

Gostou das nossas dicas sobre estratégia de marketing? Então, curta nossa página no Facebook e fique por dentro do nosso conteúdo!

 

Postagens relacionadas
7 estratégias infalíveis de negociação com fornecedores
Plano de Negócios: Entenda o que é e como ele pode ajudar a organizar suas vendas!
8 principais motivos para fazer uma gestão de caixa eficiente
Quais são as novas habilidades necessárias para um líder do séc XXI?
Quais são as novas habilidades necessárias para um líder do séc XXI?
relacionamento
Como melhorar o relacionamento entre comprador e vendedor?
2 Comentários

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web