7 coisas para saber sobre código de barras antes de começar a exportar

A exportação é, normalmente, um processo bastante complexo que exige a preparação para garantir que tudo seja entregue conforme o acordado. Embora cada país tenha suas próprias formas de fazer comércio, a padronização internacional de alguns pontos já acontece, como é o caso do código de barras.

Sendo assim, é fundamental utilizar essa ferramenta na hora de exportar e garantir facilidade de venda para o seu cliente. Separamos no post de hoje 7 coisas que você precisa saber antes de começar a exportar! Acompanhe e fique por dentro!

O funcionamento do código de barras

A primeira coisa para entender sobre o código de barras antes de começar a exportar é saber como acontece o seu funcionamento. Basicamente, ele atua como um identificador a partir de uma sequência numérica, que guarda informações sobre o produto de maneira geral.

Ele pode ser usado tanto internamente — ou seja, dentro da cadeia de suprimentos do negócio —, como externamente, que é o que acontece nos pontos de venda, inclusive em outros países.

As principais funções do código de barras são acelerar o processo de vendas e faturamento e, também, aumentar a segurança tanto de quem vende como de quem compra.

Para que isso seja possível, é fundamental adquirir o código de barras com uma empresa que seja referência no assunto. Dessa forma, você garante a leitura adequada dos números em qualquer lugar do mundo.

A gestão do código de barras

Para que o funcionamento possa acontecer da maneira proposta, é fundamental que ocorra uma gestão adequada de código de barras. Nesse sentido, você precisa se preocupar, por exemplo, com a geração do número para cada produto. Uma vez criado, o código não pode ser alterado. Por essa razão, ele deve ser bem administrado ao longo da vida útil do produto dentro do ciclo de vendas.

Outra questão importante diz respeito à união do código de barras a um software que contenha as devidas informações do produto, afinal, a ferramenta só é verdadeiramente útil se servir para informar sobre o item em questão.

Além disso, é preciso se preocupar com a impressão da imagem do código em si, que deve ser feita com equipamentos e softwares adequados.

Os tipos de códigos de barras

Dependendo do produto a ser comercializado e da região onde é vendido, há preferências sobre os tipos de códigos de barras a serem utilizados. O EAN/UPC é o mais famoso deles e é utilizado para leitura diretamente no ponto de vendas. Já o DataBar possui um tamanho reduzido e é especialmente útil para objetos de dimensões menores, além de itens alimentícios, como frutas e verduras.

O QR Code, por sua vez, é um código bidimensional que vem ganhando cada vez mais popularidade. Isso ocorre porque ele pode ser lido por aplicativos específicos diretamente de dispositivos móveis.

Porém, quando o assunto é exportação, é ainda mais importante entender os tipos usados para cada região. Nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Nova Zelândia, por exemplo, é utilizado o UPC de 12 dígitos.

Com isso, é importante conhecer o que diz a legislação de venda de produtos em cada região que você pretende exportar, de modo a garantir a correta adaptação dos produtos.

A quantidade de códigos de barras necessária

Uma dúvida frequente sobre o uso de código de barras é a quantidade. Basicamente, cada um serve para identificar um produto, então, tudo depende do quanto você comercializa.

Se você exporta 20 produtos diferentes para os Estados Unidos, por exemplo, vai precisar de 20 códigos de barras do tipo UPC de 12 dígitos.

Além disso, tudo vai depender do uso que você pretende dar. Além do PDV, também é importante considerar a identificação interna de lotes de produtos, que leva à necessidade de mais um código.

A implantação do sistema de código de barras

Para implantar essa solução altamente necessária, tudo começa com a aquisição do código de barras junto a uma entidade respeitável e que tenha autoridade no assunto. Depois, você deve fazer o cadastramento de produtos de modo a permitir que haja a geração do código correspondente.

Durante o processo, também é necessário fornecer documentos de identificação da empresa, como o CPNJ e o Contrato Social. Uma vez implementada essa solução, parte-se para a gestão adequada desses códigos.

A importância do código de barras

Por gerar uma padronização da identificação, a ferramenta é de extrema importância, especialmente para a exportação. De maneira geral, isso significa que o código de barras de um produto vendido do outro lado do mundo e o que é vendido no Brasil apresentam as mesmas informações.

Outra questão referente à importância do código de barras diz respeito ao fato de que eles são especialmente importantes para garantir a visibilidade em todo o processo de vendas, desde quando o produto ainda está na empresa até quando chega ao cliente final.

Com isso, há uma facilitação e um ganho de segurança no processo de venda, especialmente em se tratando de exportação.

O uso do código de barras no produto

De modo a garantir que tudo ocorra como o esperado, você vai precisar definir corretamente o local onde o código de barras será apresentado no produto. Se o seu item possui uma embalagem primária ou secundária, ele deve ficar em lugar visível e acessível para registro no PDV. Ele pode ser impresso diretamente na embalagem ou colado com etiqueta.

Já no caso de produtos que usam o DataBar, o código de barras precisa ser colado diretamente na mercadoria por meio de uma pequena etiqueta.

Esclarecer as principais dúvidas e conhecer as características mais importantes do código de barras é fundamental para garantir uma exportação de qualidade. Assim, você garante que seu produto entre em outros mercados de maneira conveniente e padronizada.

Além disso, o código de barras faz parte das estratégias de negócio e é fundamental no planejamento de decisões mais assertivas!

Agora que você já sabe mais sobre o assunto, que tal experimentar como a ferramenta funciona? Por isso, não perca a chance e faça um teste gratuito em nosso software!

Ebook código de barras

Postagens relacionadas
O que é automatização de processos e quando e como iniciar?
O que é automatização de processos, quando e como iniciar?
Etiquetas de produtos: o passo a passo para produzir
Etiquetas de produtos: o passo a passo para produzir
Preciso de código de barras para meus produtos?
marketplace
Quais são as exigências para vender em uma plataforma marketplace?
Os 7 principais cuidados que você precisa ter na hora de exportar produtos

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web